por 10:08 Sem categoria • Um Comentário

REQUIÃO COMPLETA 70 ANOS COM 19 MILHÕES DE VOTOS

REQUIÃO COMPLETA 70 ANOS COM 19 MILHÕES DE VOTOS

O senador Roberto Requião (PMDB), três vezes governador do Paraná, vai completar 70 anos de no próximo sábado (5 de março), com uma marca impressionante.

Em 28 anos de vida pública, Requião recebeu 19.011.934 votos.

"Nenhum político paranaense fez tantos votos quanto Requião", lembra o líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado Caíto Quintana.

Na sua trajetória política, Requião conquistou sete mandatos consecutivos – três deles no legislativo e quatro no executivo (além de governador, foi prefeito de Curitiba).

TRAJETÓRIA – A vida pública de Requião começou em 1982, quando conquistou uma das 54 cadeiras da Assembleia Legislativa do Paraná.

Em 1985, elegeu-se prefeito da capital do Paraná, o primeiro após a ditadura militar (1964-1985), derrotando o ex-governador Jaime Lerner.

Entre 1989 e 1990, Requião assumiu a gestão da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano.

Em 1991 conquistou o primeiro mandato ao Governo do Paraná e em 1994, com mais de dois milhões de votos, conquistou uma das três cadeiras do Estado no Senado Federal, para um mandato de oito anos.

Em 2002, quando encerrou o mandato no Senado, Requião foi eleito novamente governador do Paraná e reeleito, em 2006, para seu terceiro mandato à frente do Executivo paranaense.

Na eleição de 2010, com 2.691.557 votos, Requião retornou ao Senado Federal, para um mandato de oito anos.

VOTOS E MANDATOS – Com 33.414 votos, Requião se elegeu pela primeira vez em 1982, deputado estadual. Na Assembleia Legislativa, pautou sua atuação na defesa e organização das associações de moradores de Curitiba e da região metropolitana da capital.

Foi no gabinete do então deputado estadual Requião que teve início o Movimento Diretas Já, que marcou a retomada democrática no Brasil. O primeiro comício aconteceu em dezembro de 1983 em Curitiba.

De Curitiba, o movimento ganhou amplidão em todo país. O mandato parlamentar de Requião participou ainda do Movimento da Carestia, do Movimento Contra o Custo de Vida e da retomada do Movimento Estudantil no Paraná.

PREFEITURA – Em 1985, Requião elegeu-se com 227.248 votos, prefeito de Curitiba, abrindo a retomada das eleições diretas na capital do Paraná. 

Entre as ações de destacam-se a implantação da ouvidoria geral, das subprefeituras, do Mercadão Popular – que comercializava produtos da cesta básica para a população de baixa renda, e da construção de postos de saúde e creches.

GOVERNO DO ESTADO – Na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (1989/1990), Requião dinamizou o o programa Paraná Urbano realizando um grande número de obras em todos os municípios do Estado. Em 1991 – com o respaldo de 1.977.282 votos – assumiu pela primeira vez o Governo do Paraná.

São deste governo a série de obras como a construção da Ferroeste, das usinas de Segredo e de Salto Caxias, da duplicação de Curitiba-Garuva e da Ponte Ayrton Senna – ligação entre o Paraná e o Mato Grosso do Sul.

E de programas como Casa da Família, Escola Oficina, Bom Emprego, Panela Cheia e Paraná Rural. Foram mais de 43 mil casas construídas, pagas com prestações inferiores a 20% do salário mínimo.

SENADO FEDERAL – Em 1994 – com 2.301.209 votos – conquistou uma das três cadeiras do Paraná no Senado Federal. Requião foi oposição ao governo FHC, que representou um período negro para a economia brasileira com o alinhamento ao projeto neoliberal e ao Consenso de Washington.

O Requião senador pautou sua atuação parlamentar na defesa de um Estado soberano e nacionalista. “O Brasil não vinha sendo tratado como Nação, mas sim como mercado. Sua participação da na CPI dos Precatórios foi emblemática, desnudando toda a selvageria especulativa que tomou conta do país na época” recorda um militante do PMDB.

GOVERNO DO ESTADO – Em 2002, Requião foi eleito novamente, com 2.681.811 votos, governador do Paraná e reeleito, para seu terceiro mandato à frente do Executivo paranaense, em 2006, com 2.668.611 votos.

Nesse último mandato se destacaram os programas sociais como o Luz Fraterna, Tarifa Social da Água e o Leite das Crianças -, as obras de infraestrutura (educação, saúde e transporte), as políticas fiscais e de salário mínimo regional, que induziram o novo ciclo de desenvolvimento do Estado nos últimos oito anos.

O governo anterior havia criado 37 mil empregos, em oito anos, e nos sete anos de governo Requião foram criados mais de 673 mil empregos formais.

RETORNO AO SENADO – Com 2.691.557 votos nas eleições de 2010, Requião retornou este ano ao Senado Federal, para mais um mandato de oito anos. Neste mandato, Requião vai pautar sua atuação na defesa das reformas econômica e política e nos interesses do Paraná.

“Voltou ao Senado com o mesmo espírito e a mesma disposição com que exerci mandatos no Legislativo e no Executivo, defender os interesses de nossa gente e de nosso país.

Nesse sentido, lutarei por um reforma econômica que liberte o Brasil do capitalismo financeiro, da especulação que nada produz e cuja ganância precisa ser contida”, disse Requião, logo após sua posse.

**(( Box ))**

As votações de Requião em 28 anos de vida pública

1982 – 33.414 votos (eleito deputado estadual)
1985 – 227.248 votos (eleito prefeito)
1990/1º turno – 1.076.117 votos (para governador) 
1990/2º turno – 1.877.282 votos (eleito governador)
1994 – 2.301.209 votos (eleito senador para mandato de oito anos)
1998 – 1.786.115 votos (eleição para governador)
2002/1º turno – 1.347.353 votos (governador)
2002/2º turno – 2.681.811 votos (eleito governador)
2006/1º turno – 2.321.217 votos (governador)
2006/2º turno – 2.668.611 votos (reeleito governador)
2010 – 2.691.557 votos (eleito senador para mandato de oito anos)

por 17:57 Sem categoria

REQUIÃO COMPLETA 70 ANOS COM 19 MILHÕES DE VOTOS

O senador Roberto Requião (PMDB), três vezes governador do Paraná, vai completar 70 anos de idade no próximo sábado (5 de março), com uma marca impressionante.

Em 28 anos de vida pública, Requião recebeu 19.011.934 votos.

"Nenhum político paranaense fez tantos votos quanto Requião", lembra o líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado Caíto Quintana.

Na sua trajetória política, Requião conquistou sete mandatos consecutivos – três deles no legislativo e quatro no executivo (além de governador, foi prefeito de Curitiba).

TRAJETÓRIA – A vida pública de Requião começou em 1982, quando conquistou uma das 54 cadeiras da Assembleia Legislativa do Paraná.

Em 1985, elegeu-se prefeito da capital do Paraná, o primeiro após a ditadura militar (1964-1985), derrotando o ex-governador Jaime Lerner.

Entre 1989 e 1990, Requião assumiu a gestão da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano.

LEIA MAIS

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com