por 22:32 Sem categoria

PESSUTI SÓ ANUNCIA EQUIPE DEPOIS DA POSSE

De Roseli Abrão, no Hora H:

O vice-governador Orlando Pessuti continua fazendo suspense sobre sua equipe de governo. Até porque não tem pressa, só vai anunciar os nomes depois que tomar posse, no dia 1º de abril. Em visita a Assembleia Legislativa nesta quarta-feira Pessuti reafirmou que não pretende “virar o governo do avesso”, que fará alguns remanejamentos e a substituição dos secretários que sairão para concorrer às eleições de 3 de outubro.

Pessuti garante que não se trata da “síndrome Ary Queiroz” até porque os nomes que pretende indicar para preencher as vagas dos secretários que serão candidatos às eleições de 3 de outubro serão definidos com o aval do governador Roberto Requião.

Segundo ele, o time é o mesmo com algumas substituições (dos que serão candidatos) e remanejamentos. É possível, também, que as mudanças não sejam imediatas, mas no decorrer de abril. Enquanto isso, os diretores-gerais ficarão responsáveis pelas funções.

— Não estamos acabando nada, mas dando continuidade a um governo, disse Pessuti, que nesta quarta-feira completou 57 anos de idade. (Leia mais)

por 22:31 Sem categoria

PESSUTI SÓ ANUNCIA EQUIPE DEPOIS DA POSSE

De Roseli Abrão, no Hora H:

O vice-governador Orlando Pessuti continua fazendo suspense sobre sua equipe de governo. Até porque não tem pressa, só vai anunciar os nomes depois que tomar posse, no dia 1º de abril. Em visita a Assembleia Legislativa nesta quarta-feira Pessuti reafirmou que não pretende “virar o governo do avesso”, que fará alguns remanejamentos e a substituição dos secretários que sairão para concorrer às eleições de 3 de outubro.

Pessuti garante que não se trata da “síndrome Ary Queiroz” até porque os nomes que pretende indicar para preencher as vagas dos secretários que serão candidatos às eleições de 3 de outubro serão definidos com o aval do governador Roberto Requião.

Segundo ele, o time é o mesmo com algumas substituições (dos que serão candidatos) e remanejamentos. É possível, também, que as mudanças não sejam imediatas, mas no decorrer de abril. Enquanto isso, os diretores-gerais ficarão responsáveis pelas funções.

— Não estamos acabando nada, mas dando continuidade a um governo, disse Pessuti, que nesta quarta-feira completou 57 anos de idade. (Leia mais)

Fechar