por 18:22 Sem categoria

FOLHA DE S. PAULO MOSTRA GASTANÇA DE BETO RICHA COM PROPAGANDA

Matéria da Folha de S. Paulo on line, disponível na internet, mostra a denúncia da gastança de Beto Richa (PSDB) com propaganda em pleno ano eleitoral. “Os adversários do prefeito e candidato à reeleição, Beto Richa (PSDB), acusam a administração de Curitiba de dobrar os gastos com propaganda institucional em ano eleitoral”, diz a matéria do repórter Marcos Vinicius Gomes.

LEIA MAIS

por 18:19 Sem categoria

FOLHA DE S. PAULO MOSTRA GASTANÇA DE BETO RICHA COM PROPAGANDA

FOLHA DE S. PAULO MOSTRA GASTANÇA DE BETO RICHA COM PROPAGANDA

Matéria da Folha de S. Paulo on line, disponível na internet, mostra a denúncia da gastança de Beto Richa (PSDB) com propaganda em pleno ano eleitoral. “Os adversários do prefeito e candidato à reeleição, Beto Richa (PSDB), acusam a administração de Curitiba de dobrar os gastos com propaganda institucional em ano eleitoral”, diz a matéria do repórter Marcos Vinicius Gomes.

“De acordo com a petista Gleisi Hoffmann (PT), principal oponente de Richa na campanha, a prefeitura teria previsto, em 2008, gastos em publicidade no valor de R$ 24,6 milhões – só o Orçamento da Secretaria de Comunicação Social é estimado em R$ 14 milhões”

O valor relata a Folha de S. Paulo infringe a Lei 9.504/97 (Lei das Eleições), que determina que os gastos em publicidade em ano eleitoral não podem superar a média dos últimos três anos – estimada em R$ 13,9 milhões.

Os números oficiais da prefeitura não incluem os custos com publicidade legal (editais), campanhas educativas e de saúde (dengue e vacinação contra a poliomielite, por exemplo) e os eventos promovidos pela prefeitura.

“A oposição alega que a administração tucana teria mascarado os gastos em publicidade, pulverizando os valores em rubricas inseridas nos orçamentos das secretarias municipais. O total de gastos, se levada em conta as planilhas orçamentárias de cada pasta, elevaria as despesas em propaganda ao patamar de R$ 85 milhões”, continua o jornal. Leia a seguir a seqüência da matéria.

No início deste ano, Gleisi Hoffmann afirmou que a prefeitura teria gasto cerca de R$ 600 mil com a compra dos direitos autorais da canção “Como Vai Você”, de Antônio Marcos e Mário Marcos, utilizada em campanha institucional. A prefeitura desmente e diz que o valor não ultrapassou R$ 50 mil, incluindo a produção e a gravação.

Comparação – Em Porto Alegre, capital gaúcha cuja população e o PIB se assemelham aos de Curitiba (PIB, respectivo, de R$ 2,8 bilhões contra R$ 3,2 bilhões e população de 1,42 milhão de habitantes ante 1,79 milhão), os gastos em publicidade da administração de José Fogaça (PMDB) neste ano equivalem a R$ 16,3 milhões, incluindo campanhas educacionais e a publicidade obrigatória na mídia impressa e eletrônica.

Se levado em conta os recursos de R$ 24,6 milhões em publicidade da Prefeitura de Curitiba, contabilizados pelos adversários neste ano, o gasto seria de R$ 13,64 per capita na capital paranaense enquanto em Porto Alegre o valor corresponderia a R$ 11,47 per capita.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com