por 15:04 Sem categoria

BENEDITO FERREIRA DA COSTA NA BOCA MALDITA

Do www.frenteampla.com

O ex-servidor da Prefeitura Municipal Benedito Ferreira da Costa (foto) se apresentou publicamente na Boca Maldita de Curitiba ao meio dia desta sexta-feira (26). Benedito virou personagem do debate político na capital depois que sua história foi parar no horário político do candidato a prefeito pelo PMDB Carlos Moreira.

Benedito denunciou na Boca Maldita que esteve nomeado na Prefeitura de Curitiba, pelo decreto 1387 no cargo de comissão C-3, na Secretaria de Governo do Município – configuração: Equipe de Gabinete do Prefeito, com salário de mais de R$ 4,5 mil durante outubro, novembro e dezembro de 2005. O ex-servidor recebeu mais de R$ 13,5 mil em salário da Prefeitura, mas na realidade trabalhava no gabinete da vereadora Julieta Reis, aliada de Beto Richa. Confira outros detalhes da denúncia clicando no

LEIA MAIS

por 15:02 Sem categoria

Benedito Ferreira da Costa na Boca Maldita

Benedito Ferreira da Costa na Boca Maldita

O ex-servidor da Prefeitura Municipal Benedito Ferreira da Costa se apresentou publicamente na Boca Maldita de Curitiba ao meio dia desta sexta-feira (26). Benedito virou personagem do debate político na capital depois que sua história foi parar no horário político do candidato a prefeito pelo PMDB Carlos Moreira.

Benedito denunciou na Boca Maldita que esteve nomeado na Prefeitura de Curitiba, pelo decreto 1387 no cargo de comissão C-3, na Secretaria de Governo do Município – configuração: Equipe de Gabinete do Prefeito, com salário de mais de R$ 4,5 mil durante outubro, novembro e dezembro de 2005. O ex-servidor recebeu mais de R$ 13,5 mil em salário da Prefeitura, mas na realidade trabalhava no gabinete da vereadora Julieta Reis, aliada de Beto Richa.

Dos R$ 13,5 mil que Benedito recebeu neste período, ficou com R$ 1,5 mil – R$ 500, conforme relatou ao público no centro da capital do Estado. O restante, informa, teve que devolver para a vereadora.

Indignado com a situação, em janeiro de 2006 Benedito denunciou o caso para Beto Richa através de uma carta e pedindo para ser transferido em outro local. O prefeito, segundo ele, não tomou nenhuma providência e Benedito ficou mais cinco meses recebendo sem trabalhar.

Benedito foi exonerado da prefeitura em julho de 2006. Após isto, foi encaminhado para uma empreiteira que prestava serviços para a prefeitura onde ficou mais alguns meses recebendo sem trabalhar.

Na Boca Maldita ele contou que nunca concordou com a situação de receber sem trabalhar. Benedito estará novamente na principal avenida de Curitiba a partir das 11h deste sábado (27), para revelar os detalhes de sua passagem pela folha de pagamento da Prefeitura sem precisar trabalhar.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com