0 Shares 141 Views

Traiano decreta estado de calamidade em Ipiranga

13 de outubro de 2015
141 Views

Traiano decreta estado de calamidade em Ipiranga

O governador em exercício, Ademar Traiano (PSDB), decretou, na tarde de hoje (13), estado de calamidade pública no município de Ipiranga, cidade dos Campos Gerais, localizada a 175 quilômetros de Curitiba. Ipiranga foi o município mais atingido pelas fortes chuvas e ventos que castigaram 19 cidades do Paraná. A medida tornar mais ágeis as liberações de recursos para atendimento emergenciais à cidade.

Em Ipiranga, o vendaval e a violenta chuva de granizo produziram estragos enormes. Pelo menos 50 prédios públicos, incluindo três escolas, o hospital municipal e diversas unidades de saúde, além de 1.780 casas, foram danificados. O temporal trouxe danos a todas as regiões da cidade e afetou 7.148 pessoas. A estimativa é que os prejuízos cheguem a R$ 32 milhões – valor superior a todo orçamento municipal previsto para 2016, que é de R$ 30 milhões.

Com a decretação de estado de calamidade pública, a contratação de serviços pode ocorrer sem a necessidade de abertura de licitações, o que facilita a realização das obras de recuperação e outras medidas necessárias para atender a população atingida pelas chuvas do último final de semana. De acordo com o boletim da Defesa Civil, 19 municípios foram atingidos por tempestades, vendavais e chuvas de granizo desde a quinta-feira. Os temporais afetaram 11.504 pessoas e danificaram 2.828 residências em diversas regiões do Paraná.

Além de Ipiranga, a situação também foi crítica em Cascavel, no Oeste do Estado, e em Borrazópolis, no Vale do Ivaí. Em Cascavel, a chuva de granizo danificou 410 casas e afetou 1.600 pessoas. Em Borrazópolis, as tempestades afetaram 1.050 pessoas e danificaram 200 residências.

Na ocasião Traiano sancionou a Lei, aprovada pela Assembleia, que modifica a sistemática de eleição dos diretores de escolas.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.