0 Shares 477 Views

João Arruda conhece projetos de intervenção urbana em Curitiba

28 de outubro de 2019
477 Views

O presidente estadual do MDB, João Arruda (MDB), visitou esta semana a 3ª Mostra de Arquitetura de Curitiba e dois projetos chamaram a atenção do pré-candidato a prefeito da capital paranaense. “São 21 propostas que tratam, na maioria, de intervenções urbanas em Curitiba. Os trabalhos são ótimos e foram realizados por estudante de arquitetura e arquitetos. Tenho certeza que podem ser incorporados no plano urbano da cidade”, disse João Arruda.

Entre os dois trabalhos que chamaram a atenção de João Arruda, um foi apresentado pelo escritório Arquitetura Sustentável que propôs uma mudança no uso e ocupação do Centro Cívico. E em vez de múltiplas pistas para carros, os arquitetos apresentaram uma passarela verde, com lagos no rio Belém, ligando o Bosque do Papa e o Passeio Público.

O projeto prevê dois trechos

O Corredor Verde — ao longo da Avenida Cândido de Abreu — e o Corredor Azul — que representa o percurso do rio Belém, hoje canalizado. Os trechos se encontrariam na Praça Nossa Senhora de Salete, criando um espaço público com jardins, paredes verdes e wetland.

Da equipe

Arquitetura Sustentável participaram os arquitetos Adriane Cordoni Savi e Ormy Hütner Junior, a engenheira ambiental Aline Medeiros Ferreira de Araujo e os estudantes Juliana Hitomi Hara, Júlia Pereira Fayad, Jennifer Mendes Kwiatkowski, Giovana Terribile, Giovanna Schiwinski Verussa, Jackeline Fukuda Ngan, Icaro Grzyb Brancher e Héber José Fontanin.

Terrenos vazios

Outro projeto, segundo João Arruda, é uma constatação: levantamento do escritório Grifo Arquitetura aponta mostra que um terço da área central é ocupado por terrenos vazios ou estacionamentos

“A nossa intenção é fazer com que o público perceba isso e se questione: Por que isso acontece? Isso é bom ou ruim? Uma ocupação do centro poderia trazer uma melhor segurança para a região? Por que a cidade continua crescendo para periferia, enquanto temos terrenos sobrando no centro, com ótima infraestrutura? Como esses espaços poderiam ser melhor ocupados? Mais áreas verdes? Habitações? Comércio? Prédios de escritórios? Ou um pouco de tudo?”, esclarecem os arquitetos da Grifo ao site Haus.

Neste projeto, participaram os arquitetos Fábio Domingos Batista, Igor Costa Spanger, Luciano Suski, Moacir Zancopé Junior, Suzanna de Geus, Aline Train e Rodolfo Scuiciato e os estudantes Caroline Fortuna, Caroline P. Costa, Elaine Spiel, Gabriel Furuya Alberti, Giovana Cooper, Henrique Steffens, Janaina Nichele, Karine Ribeiro, Mariana Ronzani e Vitor Nunez Gonzalez.

A mostra de arquitetura segue em exibição no Memorial de Curitiba até o dia 15 de dezembro.

(com informações do site Haus)

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.