por 10:01 Brasil, Política

Witzel acusa Bolsonaro de perseguição após prisão de assassinos de Marielle Franco

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse à CPI da Pandemia na quarta-feira (16) que o presidente Jair Bolsonaro passou a persegui-lo depois da prisão dos assassinos da vereadora carioca Marielle Franco. Witzel negou envolvimento em desvios na saúde.

com informações da Agência Brasil

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com