por 16:21 Sem categoria

Vila C reclama do excesso de buracos e alagamentos durante a Câmara Itinerante

Vila C reclama do excesso de buracos e alagamentos durante a Câmara Itinerante

Um morador sofreu um acidente grave em um desses buracos na última semana

A Câmara Itinerante realizada ontem (27) na região da Vila C teve grande participação da população que lotou o espaço destinado para a sessão. Dos 15 vereadores, 12 estavam presentes, entre eles o presidente da Câmara, Carlos Juliano Budel, e os vereadores Sérgio Beltrame, Nanci Rafain, RDson Narizão, Zé Carlos, Nilton Bobato, Edílio Dall’Agnol, Hermógenes de Oliveira, Gessani da Silva, Luiz Queiroga, Paulo Rubio e Rodrigo Cabral.

A principal reclamação dos cidadãos que se inscreveram para utilizar a tribuna foi em relação aos buracos nas ruas da região. A moradora Ednéia Aparecida relatou, chorando, o problema enfrentado pela família dela desde a última semana. Na segunda-feira, dia 19, moradores do bairro reclamaram de um trecho com buracos para o Poder Executivo e até uma reportagem sobre a situação foi veiculada em um programa de televisão local.

Na mesma noite o irmão da moradora caiu de moto em um desses buracos e perdeu três dedos do pé e a esposa, que estava junto, continua no hospital com traumatismo craniano. “Eu vim aqui hoje para pedir ajuda. Tenho que pagar o enfermeiro que faz os curativos, compramos remédios caríssimos e não temos condições. Precisamos de ajuda e não temos ninguém, só vocês podem nos ajudar”, pediu. O presidente da Casa garantiu que será providenciada assistência para a moradora.

Os buracos continuaram sendo tema em outras reclamações. O presidente da Associação de Moradores da Vila C Nova, Albino Presente, destacou que o problema é ainda maior nos pontos de ônibus e o vice-presidente, Laurentino Schwartzhaupt, concordou com o colega dizendo que as ruas já foram até pintadas, mas o recapeamento não foi feito. “Passaram pintando as ruas dentro dos buracos. Fui na prefeitura cinco vezes já pedir pavimentação”.

Ainda tratando das vias o presidente do bairro Cidade Nova 1, Moisés Rodrigues, afirmou que há urgência na abertura de uma rua que ligue a Vila C ao Cidade Nova. “Já tem até um caminho construído clandestinamente e passando por terras privadas que faz essa ligação. Abrir uma rua que ligue esses bairros é uma prioridade, principalmente para as pessoas que vão de um para o outro trabalhar”, reivindicou.

Outros três moradores, Silmar de Oliveira, Rosa de Lurdes e Clarice de Araújo, todos do Jardim Bela Vista, também reclamaram da enorme quantidade de buracos e, além disso, dos alagamentos que tomam as ruas quando chove na cidade. “Os alagamentos são um problema. Falamos com a prefeitura que joga o problema para a Sanepar e a Sanepar joga de volta para a prefeitura, mas nada é feito”, disse Silmar.

Antônio Fernandes, morador da Vila C nova, relembrou que o último recapeamento nas ruas do bairro foi feito há mais de 10 anos. “Nesta gestão nenhuma vez foi feito recapeamento. E na questão dos alagamentos, as bocas de lobo estão todas entupidas e isso contribui para aumentar o problema”, disse.

Rafael da Silva, morador da Vila C colaborou pedindo também que houvesse maior sinalização das ruas, com placas contendo os nomes delas e também informando escolas, creches, postos de saúde, entre outras construções. Ele também pediu melhorias nos pontos de ônibus que, segundo o cidadão, não têm bancos para as pessoas esperarem e muitos estão com toda a estrutura comprometida, fazendo com que os usuários esperem na chuva e no sol.

Outra preocupação da população é com a saúde do local. Ana Batista, moradora da Vila C, pediu um médico para o posto de saúde do local. De acordo com ela, a médica que fazia os atendimentos saiu e agora quem a repõe atende  em horários e dias alternados. Albino Presente afirmou que a saúde não é tão ruim assim, mas precisariam distribuir remédios no bairro para o atendimento ser melhor. “As pessoas são atendidas aqui e precisam ir ao Centro para retirar os remédios”, disse.

O presidente da Associação de Moradores do Cidade Nova II pediu atenção para o esporte como meio de integrar crianças e jovens e retirá-las das ruas. “Nosso campo de futebol está abandonado. Queremos atenção com o esporte e com as crianças para tirarem crianças das ruas e dar alguma atividade para eles. A moradora do bairro Vila C Nova, Susana Gomes, também destinou seus pedidos às crianças. “Não há praças no bairro, não há cultura e lazer para os jovens e temos que ter melhorias também na educação, ter atividades no contra turno escolar que pode incluir esporte ou outras atividades que tirem as crianças das ruas”.

A sessão foi realizada na Escola Municipal Padre Luigi Salvucci e tem como objetivo ouvir sugestões, reivindicações, reclamações e denúncias da população. As reivindicações apresentadas por moradores e líderes de bairros que utilizam a tribuna são transformadas em indicações dos vereadores na Câmara Municipal. A próxima sessão acontece no bairro São Francisco, no próximo dia 20.

Fechar