Escrito por 11:34 Gustavo Fruet

Vereadores não devem aceitar proposta de Fruet para adiar pagamento do 1/3 de férias dos professores

Compartilhe

Vereadores não devem aceitar proposta de Fruet para adiar pagamento do 1/3 de férias dos professores

Os professores da rede pública de Curitiba continuam sem saber quando vão receber seu terço de férias. A menos de um mês das férias coletivas, a Câmara de Vereadores ainda não decidiu se aprova o pedido do prefeito Gustavo Fruet (PDT) para jogar o pagamento para 2017. Na sessão de quarta-feira, 7, os vereadores decidiram ouvir a Comissão de Finanças e depois submeter a proposta ao plenário. O problema é que faltam apenas 13 dias para o recesso dos vereadores. Fruet jura que, mesmo se o pagamento for deixado para o ano que vem, a atual gestão deixará dinheiro em caixa para efetuar o pagamento. Nem os vereadores e nem os professores acreditam na provisão dos recursos. Com informações do Metro/Curitiba

Close