Escrito por 12:55 Sem categoria

Vereador pede licença para operar os olhos, mas é flagrado jogando torneio de sinuca

Compartilhe

2802gaucho

Luís Fernando Wiltemburg, Folha de Londrina

A Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Londrina decidiu punir com censura escrita o vereador Gaúcho Tamarrado (PDT). A penalização é relativa ao episódio em que ele participou do torneio de sinuca “Bilhar Show” no mesmo dia em que não foi à sessão plenária por estar afastado devido a uma cirurgia nos olhos, em novembro do ano passado.

O procedimento atende pedido elaborado por Emerson Petriv, o Boca Aberta (PSC), que alegou que a atitude confrontaria o dispositivo que obriga a observação aos deveres fundamentais do vereador. Em defesa por escrito, Gaúcho refutou a representação sob o argumento de que a partida foi realizada após o fim da sessão e que ele pediu o desconto do pagamento referente àquele dia.

Porém, em seu relatório, Padre Roque (PR) frisa que o vereador é um homem público em tempo integral e que “mesmo aquelas condutas praticadas na esfera particular repercutem na imagem do próprio Legislativo”.

O relator afirma que Gaúcho foi advertido por não ter conhecimento pleno do Código de Ética e do Regimento Interno da Câmara. Após aplicada, a sanção ficará registrada no currículo do vereador no site do Legislativo. Gaúcho não quis comentar a punição.

Os fatos ocorreram em 5 de novembro de 2013. À época, o vereador afirmou que não podia ir à Câmara para se recuperar da cirurgia, mas, por volta das 17 horas, sentiu uma melhora e pediu autorização ao médico, no que foi atendido. Além disso, caso não participasse do torneio, que estava na segunda rodada, seria desclassificado por desistência e perderia R$ 150.

Após a repercussão, Gaúcho pediu que fosse descontado de seus vencimentos o valor referente àquele dia, o equivalente a R$ 400. Ele foi desclassificado da disputa nas quartas de final.

Close