por 17:05 Sem categoria

Upes confirma apoio a reeleição de Requião

Upes confirma apoio a reeleição de Requião

A presidente da Upes (União Paranaense de Estudantes Secundaristas), Sara Cavalcanti, declarou nesta segunda (18) que os 450 grêmios estudantis ligados a entidade definiram pelo apoio a reeleição de Requião. "A educação pública no Paraná vive seu melhor momento. Temos os projetos Fera, o Com Ciência, e ainda os jogos escolares, as matérias de filosofia e sociologia e os professores são valorizados. Estamos trabalhando com o melhor secretário de educação que o estado já teve e temos no Requião, o melhor exemplo para nós, estudantes. E por isso que este governo tem continuar e avançar mais ainda".

Sara destacou o incentivo pela Upes para as atividades dos grêmios estudantis, que funcionam nas escolas e colégios estaduais. “Até pouco tempo atrás, os governantes limitavam a ação dos grêmios. Isso mudou completamente no governo Requião. Agora, somos parceiros”, disse.

A Upes reforça o argumento em defesa da melhoria na educação apontando que mostram que no último vestibular da Universidade Federal do Paraná, por exemplo, nada menos que 52% dos aprovados freqüentaram a escola pública – a maior parte deles cursou integralmente o ensino médio em colégios estaduais.

E mais: a aprovação de alunos da rede pública vem crescendo nos últimos três anos, independente da política de cotas sociais e raciais. “No vestibular 2005 da Universidade Estadual de Londrina, os candidatos que freqüentaram integralmente o ensino médio na rede pública abocanharam 49,92% das vagas; outros 10% cursaram a maior parte do ensino médio em escolas públicas”, disse Sara.

A Upes (União Paranaense dos Estudantes Secundaristas), UPE (União Paranaense dos Estudantes), UNE (União Nacional dos Estudantes) e a Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) preparam um manifesto de apoio a Requião em que destacam o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos professores, o projeto Fera, os concursos públicos realizados na Educação, os Jogos Colegiais, a distribuição de livros didáticos e o projeto Com Ciência como exemplos de “políticas públicas que revolucionaram a educação no Paraná”.

Na opinião dos estudantes do ensino médio, o governo Requião encontrou a educação pública sucateada, em vias de privatização, as escolas abandonadas e a maioria dos professores trabalhando mediante contrato terceirizado. “No atual governo estão sendo construídas 73 novas escolas e reconstruídas outras 10. Ao mesmo tempo se realizam 2.880 reformas e reparos em mais de 650 das 2,1 mil escolas estaduais – a maioria abandonada ao longo dos últimos anos”, disse Sara.

A presidente da Upes lembra que o ensino público do Paraná tem 1,5 milhão de estudantes – 711 mil no ensino fundamental e 411 mil no ensino médio – e 55 mil professores, dos quais 32 mil ingressaram nesse governo mediante concurso público. “Atualmente, 53% dos professores recebem entre R$ 1,4 mil e R$ 2,8 mil. Outros 15,9% recebem acima de R$ 2,8 mil. Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil encontram-se 30,9% dos professores”.

“Em dois anos e meio, a folha de pagamento da Secretaria de Educação teve um crescimento de 52,96%. De R$ 74 milhões, em novembro de 2002, saltou para R$ 113,3 milhões em junho de 2005. Em boa parte, esse acréscimo na folha deve-se ao aumento real concedido aos professores, numa média de 33% em 2004”, completou.

Fechar