por 08:28 Destaques, Educação, Foz do Iguaçu

Unila completa 11 anos diante dos desafios da pandemia e da consolidação de estrutura própria

Na terça-feira,11, a Unila completou 11 anos em um cenário de pandemia que impôs desafios e mostrou a importância de estudos científicos desenvolvidos em universidades e instituições públicas de pesquisa. E é nesse contexto, portanto, que a Unila inicia sua segunda década de existência, reafirmando seu papel como prestadora de serviço público de qualidade.

Com protagonismo em diversas frentes de atuação no combate à covid-19, a Unila segue contribuindo com mobilizações, solidariedade e desenvolvimento científico. O ano de 2021 também começa com um calendário acadêmico realizado de maneira remota e, ainda, com novos passos rumo à consolidação de estrutura própria da Universidade.

Segundo o reitor da Unila, Gleisson Brito, “são 11 anos prestando serviço público na área de ensino superior de qualidade no município de Foz do Iguaçu, voltado à Tríplice Fronteira e toda a nossa América Latina”.

Ele destaca que um dos marcos recentes da Universidade foi o início, em 2020, da construção do campus Integração, cujo primeiro bloco tem previsão de entrega no primeiro semestre de 2021. Este ano, a Unila continua nos avanços em infraestrutura, com a licitação do segundo bloco de sala de aulas, com capacidade para atender 575 estudantes por turno.

“Ao todo, após a conclusão dos dois blocos de aula, a Unila contará com quase 8 mil metros quadrados de infraestrutura própria, caminhando, então, a passos largos para a nossa tão sonhada independência predial, que certamente contribuirá muito para a busca da excelência no ensino, na pesquisa, na extensão e nas atividades de gestão”, afirma Brito.

O reitor também pontua que a conclusão dos dois blocos de aula permitirá que a UNILA tenha reduções significativas nos custos anuais de aluguel. “Com isso, a verba hoje destinada aos nossos locatários poderá ser investida nas atividades finalísticas da instituição – o ensino, a pesquisa e a extensão -, permitindo que a Universidade Federal da Integração Latino-americana galgue cada vez mais posições de maior destaque no cenário nacional, no que diz respeito ao ensino superior de qualidade”, complementa.

Aulas remotas e Covid-19

O ano do aniversário de 11 anos da Unila inicia com um calendário acadêmico que prevê aulas na modalidade remota, uma vez que o retorno às atividades presenciais depende de um cenário epidemiológico que garanta a segurança para toda a comunidade.

Apesar deste cenário de indefinição, a Universidade vem se preparando para receber sua comunidade, com instalação de dispensadores de álcool gel em todos os espaços, equipes treinadas para verificação de temperatura e controle de fluxo de pessoas, instalação de telas de acrílico para garantir a segurança nos atendimentos, além de equipamentos de proteção individual para os trabalhadores.

Com atuação fora da sala de aula, a comunidade acadêmica da Unila segue protagonizando ações em diversas frentes de atuação no combate ao novo coronavírus, com presença em barreiras sanitárias, no plantão telefônico, triagem em unidades de saúde, pronto-socorro respiratório, enfermaria, UTI Covid e Laboratório de Biologia Molecular.

A Universidade completa mais um ciclo de vida, já deixando um legado de contribuições nessa pandemia, com participação em mais de 23 mil atendimentos no plantão covid-19; mais de 44 mil testes RT-PCR, para detecção do coronavírus; quase 18 mil atendimentos de telemedicina até meados de dezembro de 2020; e no atendimento de cerca de 3500 pessoas, em cinco testes sorológicos.

Soma-se a isso, as contribuições na produção de álcool glicerinado destinado à saúde pública, produções de máscaras 3D e análises de dados, que contribuem para o esclarecimento da população.

Assessoria

Fechar