Written by 18:10 +, união da vitória

União da Vitória vai crescer mais em 2020, diz Santin Roveda

União da Vitória, no Sul do Paraná, além de ser uma das melhores cidades para se viver no país, como atesta a Fundação Getúlio Vargas, vive um momento único com uma série de obras e programas levadas pelo prefeito Santin Roveda (PL). “Em 2020, vamos fechar um ciclo de quatro anos marcados por obras e demandas há muito tempo cobradas pela população e que estão sendo entregues ou executadas. Isso graças a parceria que temos com os governos estadual e federal. Tenho que fazer esse agradecimento público ao governador Ratinho Junior e ao presidente Jair Bolsonaro, nossos parceiros na transformação de União da Vitória e região”, disse Santin Roveda.

A principal obra na cidade é, sem dúvida, a construção da ponte José Richa que ligará o centro da cidade ao distrito de São Cristóvão. O investimento é de mais de R$ 26 milhões. “Já temos mais de 70% das obras concluídas e vamos entregar a ponte ainda este ano. Ela vai oferecer mais segurança e melhorar a qualidade de vida de 25 mil moradores que a utilizam diariamente. No mesmo projeto, temos a pavimentação asfáltica, ciclovia e pista de caminhada”, adianta o prefeito.

Além da ponte, segundo o Santin Roveda, a cidade tem uma centena de obras em andamento que totaliza R$ 105 milhões em investimentos, dos quais, R$ 30 milhões em obras que ainda serão realizadas. Através do programa União em Transformação, são 50 quilômetros de asfalto nos bairros, 200 novos abrigos de passageiros; além de melhorias na infraestrutura das escolas e centro municipal de educação infantil (Cmeis), revitalização de praças e parquinhos; nova sinalização viária; melhorias na iluminação pública e na infraestrutura turística; revisão do plano diretor e nova sede para o projeto paralímpico.

Obras – O prefeito ainda destaca a inauguração das revitalizações do ginásio do Isael Pastuch, do Estádio Municipal Antiocho Pereira e do Aeroporto José Cleto, em São Cristovão. “O estádio Antiocho Pereira e o ginásio Isael Pastuch são espaços esportivos tradicionais em União da Vitória e voltaram a se integrar ao cotidiano da cidade”.

O aeroporto recebeu pavimentação e melhorias no terminal, o que possibilitaram a cidade integrar o programa Voe Paraná, rota de voos regionais que potencializa ainda mais o desenvolvimento de toda a região sul. “União da Vitória vem em franco desenvolvimento, além das grandes obras que já estão acontecendo com participação do Estado, integrar a rota de voos regionais é fundamental para atividades como o turismo e para atração de novas empresas na cidade e região”, afirma.

A Avenida Manoel Ribas, coração de União da Vitória foi revitalizada. A via recebeu recape asfáltico, novos postes e lixeiras, calçadas conforme a acessibilidade, nova sinalização e paisagismo.

Santin Roveda também cita a revitalização da praça Coronel Amazonas, a implantação das mini-arenas, das academias ao ar livre e dos parquinhos nas praças e da entrega das 50 casas no bairro São Gabriel, a qual a construção das moradias estava há dois anos parada. “Não esquecemos da área rural, com a construção de pontes, como a de Palmital, e a revitalização de estradas, como a da Rio dos Banhados e Rio Vermelho”.

Centro de especialidades – A saúde é outra setor prioritário no governo Santin Roveda. As ações começou desde a doação dos salários do prefeito e secretários para compra de medicamentos, passou pela reestruturação e habilitação da UPA, abertura de novos leitos de UTI da APMI, reforma de todos os postos de saúde no interior, zeramento de filas para cirurgias, compra de veículos e ônibus. “São pequenas e grandes ações que evidenciam a atenção especial que a saúde merece”.

Em dezembro, o governador Ratinho Junior anunciou mais de R$ 12 milhões em investimentos para a saúde de União da Vitória, a começar pelo Hospital Regional São Camilo que vai receber R$ 1,242 milhão em equipamentos e o hospítal Materno Infantil (APMI) que vai receber 1,065 milhão em equipamentos – R$ 400 mil para cirurgias de catarata e R$ 665 mil nas demais áreas.

A prefeitura doou ainda, um terreno de R$ 5 milhões, para abrigar o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Iguaçu (Cisvali), cujo investimento previsto será de R$ 8 milhões e vai ofertar mais de 30 especialidade médicas.”É uma área nobre na cidade e estamos doando a Estado para que a gente amplie o atendimento de saúde, não apenas do nosso município, mas que estará a disposição da região”, disse Roveda. Já o Hemocentro de União da Vitória vai receber R$ 2 milhões para melhorar os serviços.

Economia – Inaugurada em 2017, a Casa do Empreendedor é uma referência para União da Vitória e região, faz em média 18 atendimentos diários prestados aos pequenos e médios empresários. “Investir no empreendedor local, nos comércios menores, mas formalizados, é a melhor maneira de alavancarmos o desenvolvimento econômico de União da Vitória”, disse Santin Roveda. Só em 2019, 836 novas empresas foram criadas na cidade. “Ações que geram mais emprego e renda para os moradores.

No mesmo flanco, União da Vitória passou a integrar o programa de atração de investimentos do Estado que tem como foco principal o desenvolvimento econômico voltado à criação de novos empregos nas mais diversas áreas da produção e de serviços. “Vamos fazer um planejamento de investimentos para União da Vitória até 2030, atraindo novas empresas e criando mais empregos para os moradores da cidade”, disse Santin Roveda.

“O programa é uma parceria da prefeitura junto aos empresários. Um estudo que faz parte do União da Vitória 2030, que é a cidade que a gente está planejando todos os dias com ações de curto, médio e longo prazos”, disse o prefeito. A intenção do estudo é criar o melhor ambiente de negócio para tornar a cidade mais atrativa para investidores de vários segmentos, gerar empregos e renda.

O Programa Municipal de Investimentos é realizado em duas etapas e orienta a prefeitura na construção de estratégias para atração de novos investimentos. Além de garantir segurança ao investidor, o programa vai auxiliar na melhoria do ambiente de negócios, tornando-os mais atrativos e eficientes. “Há cadeias produtivas que podem ser ampliadas como a da madeira, mineração, produção de fios e cabos. Vamos definir ainda novas matrizes econômicas como inovação, novas tecnologias e outros tipos de serviços que podem ser prestados dentro das potencialidades e características próprias da cidade”, disse Santin Roveda.

Plano diretor – A prefeitura também contratou o arquiteto e urbanista Jaime Lerner para projetar uma nova União da Vitória para 30 anos com espaços urbanos equilibrados que valoriza o cotidiano dos moradores e levando em conta o Rio Iguaçu que corta a cidade e que, em vez de problema devido ás enchentes, pode ser integrado com parques e lagos de contenção.

Em síntese, o plano está desenvolvendo um projeto de readequação urbana de União da Vitória com estudos que englobam a utilização do uso do solo, como atenuar ou diminuir as enchentes, revitalizar determinadas áreas da cidade, melhorar o sistema viário e de trânsito, de mobilidade e acessibilidade. A equipe de Lerner já apresentou duas etapas do plano e as propostas versam sobre os eixos de mobilidade urbana, novo sistema viário e de trânsito, transporte público, gestão e projetos estratégicos.

Entre as intervenções urbanas está a proposta de implantação da Rua da União sobre os trilhos na divisa de União da Vitória e Porto União, a instalação de novos abrigos de ônibus. Os dois projetos, segundo os arquitetos de Lerner, trazem nova identidade e marca para União da Vitória e consolidam a cidade como polo regional no sul do estado.

As diretrizes apontam ainda para reestruturação do sistema viário, novas sinalização vertical e horizontal, já prevendo a acessibilidade, calçadas, circulação de veículos, a ampliação das ciclovias, criando uma rede cicloviária ligando o centro com os principais bairros e regiões da cidade. A equipe de Jaime Lerner prevê a ampliação de perímetro urbano, o novo zoneamento da cidade com a criação de novas áreas para indústrias, a implantação de reservatórios de compensação de águas e parques ambientais, entre eles, o Parque do Rio Vermelho.

(Visited 5 times, 1 visits today)

Close