por 09:01 Coronavírus no Paraná, Destaques, Michele Caputo

Um ano de covid-19 no Brasil

Michele Caputo

Amanhã (26/02) completamos um ano do primeiro caso de COVID-19 no Brasil. Em meio ao negacionismo e após diversas falhas no enfrentamento à pandemia no âmbito nacional, chegamos a este momento com a esperança da vacina.

Apesar da campanha de vacinação já ter começado, ainda faltam doses e estamos longe de imunizar ao menos os públicos prioritários, com mais risco de desenvolver a forma grave da doença.

365 dias depois, o Brasil contabiliza mais de 250 mil mortes pela COVID-19. Outras milhares de pessoas, que muitos consideram erroneamente como recuperadas, ainda vivem uma batalha contra as sequelas da doença.

No Paraná, o cenário não é diferente. A previsão de que teríamos no máximo 30 mil casos durante a pandemia, que foi aventada  por autoridades, não se concretizou. Hoje o Estado totaliza 623.385 casos, sendo que tivemos 11.271 vidas paranaenses perdidas para a COVID-19.

Vivemos o pior momento da pandemia no Paraná. Não sabemos o que ainda está por vir. Nossos hospitais estão lotados, com 94% dos leitos de UTI ocupados. O Governo do Estado fez um excelente trabalho na ampliação da oferta de leitos, mas isso não é o suficiente. Abrir novos leitos será muito mais difícil. Os profissionais de saúde estão exaustos e não há mais força de trabalho disponível.

Precisamos focar em medidas que reduzam o potencial de transmissão da doença. Precisamos de ações efetivas que barrem a circulação do vírus. Sem isso, nosso sistema de saúde entrará em colapso e mais vidas serão perdidas!

#UseMáscara

#EviteAglomeração

#VacinaParaná

Michele Caputo
Deputado Estadual
Coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus na Assembleia Legislativa do Paraná

Fechar