Turismo de Itaipu retoma visitas técnicas nos finais de semana e feriados

Venda de ingressos para o Itaipu Especial já está aberta no site do Complexo Turístico Itaipu (CTI). Serão adotados protocolos rigorosos de segurança, incluindo a exigência das duas doses da vacinação contra a covid-19.

Fechado desde 18 de março de 2020, por causa da pandemia de covid-19, o passeio Itaipu Especial, um circuito técnico com passagens por áreas internas e externas da usina de Itaipu, volta a receber turistas neste final de semana. As primeiras visitas serão no sábado (27) e no domingo (28), em dois horários: às 10h e às 15h. Os ingressos já podem ser comprados no site do CTI (www.turismoitaipu.com.br).

Para garantir a segurança de visitantes e equipe técnica, o Complexo Turístico Itaipu (CTI) adotou protocolos rigorosos, incluindo a exigência do ciclo completo de vacinação contra a covi-19, com a última dose tomada no mínimo depois de 14 dias. O turista deverá apresentar a carteira de vacinação antes do embarque, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV). Também será obrigatório o uso de máscara em todo o percurso.

Por enquanto, o Itaipu Especial será oferecido apenas nos finais de semana e feriados, com disponibilidade entre 20 e 40 vagas por saída. Após um período de testes, o passeio poderá ser ampliado para outros dias da semana. A gerente de negócios do CTI, Silvana Gomes, diz que o avanço da vacinação em todo o País e a queda do número de casos e internações permitiram a retomada do atrativo.

A expectativa é que a procura pelo passeio seja elevada em função do início da alta temporada, a partir de dezembro. “O Itaipu Especial é um dos passeios mais desejados pelo turista que visita Foz do Iguaçu. Nós nos preparamos para recebê-lo com qualidade e segurança”, disse Silvana.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, avalia que o retorno das visitas técnicas à usina representa um marco para a retomada da principal atividade econômica de Foz do Iguaçu, que foi um dos setores que mais sofreram com a pandemia.

“O Destino Iguaçu fez a sua lição de casa, a vacinação avançou no Brasil mais do que em muitos países da Europa, e hoje somos um dos destinos mais seguros do Brasil para visitar. Projetamos um 2022 com intensa movimentação, com benefícios para toda o segmento do turismo”, afirmou o general.

Por dentro da usina

O Itaipu Especial oferece um giro completo pela gigante de energia, com paradas dentro e fora da hidrelétrica. Além do Mirante Central, que permite uma vista panorâmica da barragem, o turista vai conhecer a Sala de Comando Central (CCR); passar ao lado dos condutos forçados (os enormes tubos brancos por onde escoam cerca de 700 mil litros de água por segundo); e percorrer a galeria dos geradores, de onde é possível ver as tampas das 20 unidades geradoras.

O visitante também terá a oportunidade de descer de elevador até a cota 92 acima do nível do mar e observar o eixo de uma das turbinas em pleno funcionamento; e depois subir ao topo da barragem, na cota 225 acima do nível do mar, e contemplar a imensidão do reservatório. Todo o passeio é guiado (em português, inglês e espanhol), com informações técnicas e curiosidades sobre os pontos visitados.

Por ser um circuito em área industrial, onde a produção de energia não para, o turista deverá atender a alguns requisitos, como ter 14 anos ou mais; usar calçado sem salto ou salto com até três centímetros de altura; largura mínima também de três centímetros, preso ao calcanhar; e roupa na altura do joelho, sem fendas ou transparências.

O valor do ingresso é de R$ 130. Moradores dos municípios da região binacional e lindeiros ao Lago de Itaipu têm desconto de 50%.

Outras novidades

A volta do Itaipu Especial não é a única novidade do Turismo de Itaipu. A partir de dezembro, os passeios voltam a ser diários, com exceção do Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), que fechará para manutenção somente nas segundas-feiras. Desde março, todos os atrativos (incluindo o Refúgio) não abriam na terça-feira.

Também a partir do dia 1º de dezembro, os passeios terão novos preços. O Itaipu Panorâmica passa de R$ 42 para R$ 46; a Itaipu Iluminada, de R$ 45 para R$ 48; e o Refúgio Biológico, de R$ 30 para R$ 35. Nesses três passeios, moradores dos municípios lindeiros não pagam ingresso.

Todas as informações, como preços e horários, e compra antecipada dos ingressos, podem ser feitas diretamente no site do Turismo Itaipu (www.turismoitaipu.gov.br).

Confira o roteiro do Itaipu Especial

– Apresentação no Centro de Recepção de Visitantes de Itaipu;
– Deslocamento de ônibus para a usina para visita às áreas externas e internas;
– Passagem pelo Canal da Piracema, sem parada;
– Cota 144 – Barragem Principal (catedrais), com vista do leito original do Rio Paraná;
– Cota 145 – Sala de Despacho de Carga (SDC);
– Cota 139 – Sala de Controle Central (CCR);
– Cota 108 – Hall dos Geradores;
– Cota 92 – Eixo da turbina de unidade geradora;
– Cota 225 – Crista da Barragem, com parada;
– Mirante do Vertedouro, com parada;
– Mirante Central, com parada e exibição do filme institucional da usina;
– Término da Visita e retorno ao Centro de Recepção de Visitantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planejamento, investimentos e retorno

Dos R$ 6,75 cobrados do consumidor na bomba pelo litro de gasolina, apenas R$ 2,33 vão para os cofres da Petrobras

Joaquim Silva e Luna

A Petrobras acabou de anunciar seu Plano Estratégico para o período de 2022 a 2026. Se pudermos resumir o plano numa única frase, seria: investimento com visão de futuro e retorno para a sociedade.

Uma boa notícia é que a companhia venceu, depois de ter chegado a cerca de US$ 160 bilhões em 2014, a batalha contra o maior endividamento corporativo da história.

Foram sete anos perseguindo a redução da dívida até chegar a um patamar saudável de endividamento. Com isso, a empresa passa a pagar menos juros e amplia seus investimentos em 24%, passando os US$ 68 bilhões.

Cada real bem investido pela companhia tem um efeito multiplicador na economia. Para ter uma ideia, a atividade de exploração e produção (E&P) de petróleo e gás tem um regime tributário especial: paga mais impostos para operar do que qualquer outra atividade econômica.

Em termos de emprego, cada R$ 1 bilhão investido nos negócios de E&P gera, em média, 10 mil empregos. Por isso, quando olhamos para o horizonte 2026, vemos mais investimentos trazendo mais desenvolvimento para municípios, estados e União.

O plano continua a demonstrar o esforço da Petrobras em transformar, cada vez mais, recursos em riquezas. O valor do pré-sal só existe na medida em que seu petróleo possa ser extraído, gerando mais recursos para a sociedade.

A transição energética é uma realidade e pode limitar a janela de tempo para o aproveitamento dos recursos fósseis. Se não for desenvolvido agora, o pré-sal, que hoje representa grande potencial para o país, pode perder valor no futuro. Por isso, temos pressa no pré-sal. O pré-sal já representa mais de 70% da produção da Petrobras e pode ser muito mais. Trata-se de petróleo competitivo na transição para a economia de baixo carbono, pois apresenta baixo teor de emissões e campos de alta produtividade.

Não podemos deixar de ressaltar que, além dos investimentos e dos tributos, há uma importante contribuição da Petrobras à sociedade por meio do pagamento de dividendos. Só em 2021, a projeção de dividendos para a União chega a R$ 27,1 bilhões. Se somados aos tributos pagos à União e aos demais entes federativos, a contribuição da Petrobras aos cofres públicos supera R$ 220 bilhões.

Esses recursos entram no caixa do Estado brasileiro e, se for oportuno, podem ser convertidos em políticas públicas. Quanto mais recursos a companhia gerar, maiores serão os benefícios para a sociedade. De forma direta ou indireta, todos os brasileiros são acionistas da Petrobras.

Como se sabe, o Brasil possui grandes reservas geológicas e um mercado em crescente evolução. A continuidade desse círculo virtuoso de exploração e produção depende da manutenção de condições seguras de mercado, preços livres, além de um ambiente atraente para mais investimentos, gerando emprego e renda.

É importante lembrar que esses investimentos da Petrobras são remunerados por apenas uma parcela do preço final que o consumidor paga nos postos. No caso do litro da gasolina, dos R$ 6,75 cobrados na bomba, apenas R$ 2,33 vão para a Petrobras (segundo coleta de preços médios ao consumidor pela ANP de 7 a 13 de novembro de 2021 e a parcela Petrobras vigente desde 26 de outubro de 2021). Essa é a parcela que sofre impacto do câmbio e do mercado, em que a paridade de preço internacional é apenas um dos termos da equação.

Em 2021, a Petrobras reduziu os preços da gasolina nas refinarias em quatro ocasiões e aumentou em 11. Enquanto isso, segundo a ANP, o preço médio nas bombas aumentou 34 vezes. Em valores, a parcela da Petrobras nas bombas variou R$ 0,98, enquanto o preço ao consumidor na bomba aumentou R$ 2,24 por litro. Portanto a formação do preço dos combustíveis no Brasil vai muito além da Petrobras.

Por fim, lembramos que a prática competitiva de preços é essencial para o abastecimento do mercado e para a manutenção do ciclo de investimentos. Com seu novo Plano Estratégico, a Petrobras demonstra que quer ser ainda mais forte e mais saudável; e quer fazer ainda mais pelo Brasil.

Joaquim Silva e Luna
Presidente da Petrobras

http://linearclipping.com.br/petrobras/site/m014/noticia.asp?cd_noticia=108311169

Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu será aberto oficialmente nesta quarta-feira, 1º

Programação inclui projeções mapeadas inéditas no Colégio Mitre e Matriz São João Batista, iluminação cênica da Ponte da Amizade e da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe e shows com Daniel e Padre Manzotti.

 

A fronteira do Brasil com o Paraguai e a Argentina vive uma grande expectativa. Nesta quarta-feira, 1º, será aberto oficialmente o Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu. Serão 35 dias de decoração em dez pontos da cidade. A programação cultural inclui projeções mapeadas inéditas no Colégio Mitre e Matriz São João Batista, iluminação cênica da Ponte da Amizade e da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe, paradas (desfiles) e autos de Natal de renome.

Também estão programadas apresentações do cantor Daniel e show missa com o Padre Reginaldo Manzotti. Todas as atrações são gratuitas. A iniciativa é da Itaipu Binacional, Prefeitura, Fundo Iguaçu e demais parceiros.

A abertura será na Praça da Paz e contará com a participação do diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira, o prefeito de Foz, Chico Brasileiro, o presidente do Fundo Iguaçu, Ênio Eidt. Também serão convidados o bispo Sérgio de Deus e o padre Carlão, entre outros. E claro, o Papai Noel.

Haverá contagem regressiva e acendimento sincronizado das luzes de Natal de todos os espaços decorados e iluminados com a temática. Todos os elementos decorativos usam tecnologia com baixo uso de energia.

Esse ano, o evento ganhou o um conceito que faz alusão às Cataratas do Iguaçu, maior atração turística de Foz, aos rios que banham à região e à própria usina, maior geradora de energia limpa e renovável do planeta.

“Estes últimos dias têm sido de muito trabalho e ensaios para deixar tudo redondinho”, explica o diretor da Fundação Cultural, Juca Rodrigues. Alguns testes de luzes estão sendo feitos para possíveis ajustes. “Queremos que tudo saia perfeito e quem as pessoas se encantem com o nosso Natal”, diz. Para a equipe coordenadora, formada pela superintendente de Comunicação Social e de Turismo da Itaipu, Patrícia Iunovich, a gerente de Relações Públicas da binacional, Rebecca Montanheiro e a assessora de Turismo, Aline Teigão, a proposta é proporcionar um Natal inovador que traga muita emoção para quem vive e visita Foz do Iguaçu e a fronteira como um todo.

“E mais que é isso é possibilitar um novo produto turístico no calendário internacional, com geração de renda e bem-estar para toda a economia de Foz e cidades-irmãs”. Na corrida contra o tempo – faltam três dias para tudo começar-, o presidente do Fundo Iguaçu reforça: vai ser mágico e um marco para a cidade. “O começo de um grande evento que vai se consolidar ano a ano”.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Ferreira, explica a importância do evento. “Vivemos tempos muito difíceis, que esperamos tenham terminado e fiquem apenas na memória. Perdemos entes queridos, que agora são estrelas que nos iluminam de onde estão. E hoje a felicidade estará aqui, em nossa volta. Nessas luzes, nessas cores, nessa infinita magia natalina”. E acrescenta: “É tempo de recomeço e dar nova esperança para todos com um Natal que representa esperança e também ganho pão para muita gente”.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, é um dos maiores entusiastas do Natal. “Pela primeira vez, teremos um circuito de Natal agregado aos nossos atrativos conhecidos mundialmente que poderá ser aproveitado pelos moradores e turistas”.

E o prefeito tem razão. Agências e vários estabelecimentos da cidade estão se preparando para essa nova demanda. Pacotes de turismos estão incluindo o circuito de Natal de Águas e Luzes em suas vendas. De dia os passeios tradicionais, à noite o evento natalino e logo depois, jantares temáticos. Tudo ao gosto de quem quer aproveitar ao máximo o que a tríplice fronteira tem a oferecer.

Neste domingo, 28, o padre Carlão, da Matriz São João Batista, já fez o convite para os fiéis ao vivo e pelas redes sociais durante a transmissão da missa dominical. “Todos os dias de dezembro teremos uma projeção linda do nascimento de Jesus na nossa Igreja. Tragam suas cadeiras, coloquem aqui na frente e venham prestigiar”, convidou.

Em vídeo, o cantor Daniel fez um convite: “No dia 19 de dezembro, vou participar de um evento incrível em Foz do Iguaçu, o Natal de Aguas e Luzes. Venha participar você também. E se você vier, vou fazer um pedido especial: Traga um quilo de alimento não perecível, pois ainda tem muitas pessoas que precisam de você. Deixe o espírito de Natal de Águas e Luzes invadir seu coração”.

Programação

De 1º de dezembro a 5 de janeiro, o Gramadão da Vila A e a Praça da Paz vão receber grandes espetáculos musicais. O mais esperado é o do cantor Daniel, astro da música pop sertaneja, no dia 19 de dezembro. No dia 22, o padre Reginaldo Manzotti fará uma missa seguida de show no Gramadão.

Nos dias 1º e 2 de dezembro, a Cia Sorriso com Arte fará o espetáculo “Um encanto de Natal”; nos dias 4 e 5, a Banda Sinfônica do Exército se apresenta no Gramadão. O espetáculo de encerramento, no dia 23, será com a Cia Arte & Manhas.

A partir do dia 3 e até o dia 22 de dezembro, a população poderá acompanhar o show diário de acendimento das luzes de Natal, chamado “Encantamento”, como um anúncio da magia do Natal, no Gramadão e na Praça da Paz.

Grupos locais e regionais de cultura popular, dança, bandas e corais também se apresentarão nos dois palcos principais, mas a festa se espalhará pela cidade. “Teremos apresentações nos bairros e na carreta-palco que vai circular pelos bairros”, explica o diretor da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, Juca Rodrigues.

O Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu é uma iniciativa da Prefeitura, Itaipu, Fundo Iguaçu e outros parceiros. Outro destaque será a iluminação cênica da Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai.

Mais informações sobre as atrações do Natal de Águas e Luzes 2021 no site http://www.natalaguaseluzes.com.br.