Turismo de Itaipu recebe 7.369 pessoas no feriadão. Paranaenses vieram em peso 0 1

Turismo rodoviário e local têm sido opção para muitos viajantes em 2021.

O Turismo de Itaipu fechou o feriado prolongado de Finados com um total de 7.369 visitantes, recebidos entre sábado (30) e terça-feira (2), Dia de Finados. Os paranaenses corresponderam a mais da metade deste público – 4.122 pessoas –, o que demostra a força do turismo rodoviário neste período de retomada do movimento dos atrativos de Foz do Iguaçu.

Os demais visitantes vieram de São Paulo (1.656 pessoas) e de outros estados do Sul do País, como Santa Catarina (403) e Rio Grande do Sul (364), entre outras localidades. O Complexo Turístico Itaipu (CTI) recebeu, ainda, turistas do Paraguai, França, Argentina, Peru e até das ilhas Bermudas. Apenas no domingo (31), dia de maior movimento, foram 2.274 turistas.

O CTI comemora os dados e já se preparara para receber visitantes no próximo feriado prolongado da Proclamação da República, no dia 15 de novembro. Foz tem grande potencial para atrair ainda mais turistas depois da pandemia, período que será marcado por uma maior procura pelo turismo de natureza, segundo especialistas do setor.

Reconhecido como destino com responsabilidade sanitária pela Organização Mundial do Turismo, Foz do Iguaçu conta com alta taxa de vacinação (mais de 90% da população adulta imunizada com as duas doses ou dose única).
Os casos de contaminação pelo coronavírus caíram drasticamente. Um dos motivos da cidade também ser procurada pela visitação em massa.

O trade turístico local também celebra os números positivos do feriadão, assim como das reservas fechadas já para o período de Natal e passagem de ano. Essa recuperação é atribuída a uma série de iniciativas assumidas pelas principais forças econômicas e políticas da região, como a campanha Vem Pra Foz, capitaneada pela Itaipu, e os esforços de tratamento e prevenção à covid-19, entre outros. Neste ano, Foz do Iguaçu terá o Natal de Águas e Luzes, uma parceria entre Itaipu, município e gestão do Fundo Iguaçu, entidade de promoção e divulgação do turismo de Foz.

“Itaipu é uma agente de fomento ao turismo na região Oeste paranaense e isso é parte de nossa missão”, avaliou o diretor-geral da usina, general João Francisco Ferreira. Para ele, este fim de ano será um marco da retomada da economia, porque a população anseia por um período de alegria depois de dois anos difíceis por causa da pandemia.

Feriado de Finados na Itaipu

Como é de praxe, a Visita Panorâmica, que permite um tour externo pela usina de Itaipu, foi a mais procurada, com 5.810 ingressos vendidos. Na sequência ficou o Refúgio Biológico Bela Vista (765). Depois, a Iluminação da Barragem, com 677 visitantes e que teve uma apresentação extra no domingo, 31 de outubro, além das saídas de sexta (29) e do sábado (30). O tour virtual correspondeu a 110 visitas, enquanto o Itaipu by Bike teve 7 pessoas.

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de 19 mil pessoas visitaram o Parque Nacional do Iguaçu durante o feriadão da Padroeira 0 1

Durante os quatro dias de feriadão da Padroeira, 9 a 12 de outubro, o Parque Nacional do Iguaçu recebeu 19.124 visitantes. 96% destes visitantes são brasileiros, que escolheram o destino de natureza mais querido nacionalmente, conforme pesquisas de tendência do setor turístico nacional e internacional.

O dia de maior visitação foi no domingo, 10 de outubro, quando 8.475 visitantes estiveram no parque. Lideram os estados com maior presença neste feriadão, o Paraná com 7.511 visitantes, seguido de São Paulo (3.774), Santa Catarina (1.932), Rio Grande do Sul (1.451), Mato Grosso do Sul (1.149), Minas Gerais (635), Rio de Janeiro (464), Distrito Federal (215), Bahia (157) e Acre (155).

O visitante Renato Guimarães foi um dos visitantes que saiu com as energias renovadas do parque, e externaliza o sentimento de realização ao conhecer o destino de natureza do Brasil. “É realmente uma maravilha da natureza, fiquei encantado com tudo. Organização desde a entrada do passeio até a saída, também a limpeza. Incrível!”

*Retorno gradual dos estrangeiros* – Turistas estrangeiros também visitaram o maior conjunto de quedas d’água do mundo. Ao todo, visitantes de 31 nacionalidades vivenciaram a experiência única. Depois dos brasileiros, na ordem, paraguaios, espanhóis, argentinos, colombianos, estadunidenses, peruanos, australianos, coreanos e alemães foram os mais representativos numericamente, durante o feriadão.

O colombiano Frank Kamargo aprovou a experiência de se conectar com a natureza das Cataratas do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu. “O parque é muito belo, muito imponente. As características geográficas o fazem único. A atenção e cordialidade dos funcionários são diferenciais. Maravilha que retornarei e recomendo.”

*Programe a visita* – Os ingressos para visitar as Cataratas do Iguaçu é vendido exclusivamente online (www.cataratasdoiguacu.com.br/ingressos), com agendamento de dia e horário para o passeio, e com programações especiais de atendimento, garantindo ainda mais proteção aos visitantes.

*Central de atendimento on-line (WhatsApp)* – O visitante que quiser receber dicas e informações sobre o Parque Nacional do Iguaçu poderá entrar em contato com a Central de Atendimento ao Visitante: +55 (45) 9137-3444 (wa.me/554591373444). Para receber fotografias e vídeos das Cataratas, entre na lista do Telegram: https://t.me/cataratasdoiguacu

_Créditos fotografia:_
Alexandre Soto e Henrique Britez – Foto Equipe @CataratasdoIguacu

*Informações e ingresso on-line*
www.cataratasdoiguacu.com.br
contato@catarataspni.com.br
(45) 3521-4400

*Rede sociais*
Instagram: instagram.com/cataratasdoiguacu/
Facebook: facebook.com/cataratasdoiguacu
Twitter: twitter.com/CataratasBrasil
Telegram: t.me/cataratasdoiguacu

Em ano de produtividade recorde, Itaipu atinge 50 milhões de MWh neste sábado (9) 0 1

Em ano de produtividade recorde, Itaipu atinge 50 milhões de MWh neste sábado (9)
Marca será alcançada entre 10h e 14h. A energia produzida é suficiente para abastecer o mundo por 19 horas.

Entre 10h e 14h deste sábado (9), a usina de Itaipu deve atingir a marca de 50 milhões de MWh gerados no ano de 2021. Esse volume de energia seria suficiente para abastecer o planeta Terra por 19 horas, o Brasil por um mês e sete dias e o Paraguai por dois anos e 11 meses. “Em ano de seca histórica, Itaipu está operando com eficiência máxima”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira.

De acordo com ele, um fator relevante que contribuiu para esse valor de geração foi o alto índice de produtividade da Itaipu, que está sendo fundamental para a usina hidrelétrica enfrentar um ano de escassez hídrica.

O índice de produtividade média anual da Itaipu está, até o momento, em 1,0977 megawatt médio por metro cúbico por segundo (MWméd/m³/s), o melhor índice anual de todos os tempos. Em julho, a binacional tinha batido o recorde de produtividade mensal, com 1,1221 MWméd/m³/s.

Os índices elevados são possíveis graças ao empenho das equipes binacionais da Área Técnica, fazendo que Itaipu atenda aos requisitos energéticos dos dois países da forma mais eficiente possível, ao gerar energia no melhor ponto de operação das unidades geradoras, no qual o consumo de água é menor. Para que isso aconteça, é necessário que as máquinas estejam disponíveis para geração, o que demanda um trabalho coordenado entre as áreas de Operação e de Manutenção da usina.

Produtividade e produção: entenda a diferença

A produtividade é um índice calculado pela relação entre a quantidade de energia gerada e a vazão turbinada (o volume de água que passou pelas unidades geradoras, medido em metros cúbicos por segundo). É diferente da produção, que significa a quantidade absoluta de energia gerada em um determinado período de tempo (por exemplo, os 50 milhões de MWh produzidos desde o início do ano até agora).

Comparativos

A produção de 50 milhões de MWh é suficiente para abastecer:
– O mundo por 19 horas;
– O Brasil por 1 mês e 7 dias;
– A cidade de São Paulo por 1 ano e 10 meses;
– O Paraguai por 2 anos e 11 meses;
– O Estado do Paraná por 1 ano e 7 meses;
– A cidade de Foz do Iguaçu por 86 anos.

Most Popular Topics

Editor Picks

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com