por 12:25 Sem categoria

Tráfico de pessoas

“O controle rigoroso combate exclusivamente a entrada do contrabando. Esse vaivém de mercadorias acaba servindo como uma cortina para o tráfico de pessoas e o livre trânsito de menores entre os três países, com mais freqüência entre o Brasil e o Paraguai, escondendo a realidade e a situação de risco” — da promotora do Ministério Público do Paraguai Teresa Martinez Acosta, ontem, na Gazeta do Povo.

Fechar