por 07:55 Sem categoria

TJD julga improcedente o pedido do Operário

TJD julga improcedente o pedido do Operário

O Tribunal Pleno do TJD-PR julgou improcedente o pedido feito pelo Operário Ferroviário no sentido de impugnar a partida realizada no dia 29 de junho, no Estádio do ABC, entre Foz do Iguaçu Futebol Clube e Operário, pela Divisão de Acesso 2008. Por unanimidade (6 a 0), os auditores negaram o pedido do time de Ponta Grossa, abrindo assim, espaço para que o abandono de campo seja julgado na próxima semana e se defina a equipe vice-campeã da competição.

Na última segunda-feira, a Segunda Comissão Disciplinar do TJD-PR recebeu o pedido de impugnação da partida entre Foz do Iguaçu Futebol Clube e Operário Ferroviário. O pedido foi protocolado pelo time pontagrossense e nesta quinta-feira foi analisado pelo Tribunal Pleno.

O relator Bortolo Constante Escorsim deu parecer contrário ao pedido feito pelo Operário e foi acompanhado pelos auditores Eduardo Varela Garcia, Benedito Gomes Barbosa, José Orivaldo de Oliveira e Rodrigo Rocha Leite. Logo que o relator pronunciou seu voto, os advogados do Operário, José Francisco Cúnico Back e Domingos Moro pediram o adiamento do julgamento, mas o presidente do TJD, José Roberto Hagebock, negou o pedido.

Após uma parada de meia hora, o julgamento foi retomado, houve apresentação das provas, vídeos do jogo e a dispensa das testemunhas do Operário que invadiram a sala de audiências durante a apresentação de um vídeo pelo Foz Futebol Clube. As testemunhas teriam dado risada como forma de zombar das provas e foram retiradas da sala.

Agora, o Operário tem três dias para apresentar recurso ao STJD, ainda solicitando a impugnação. De acordo com o advogado José Francisco Cúnico Back, a defesa vai se basear na não apresentação das provas e na suposta negativa do TJD-PR em permitir que os advogados tivessem acesso ao processo para formular a defesa.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com