0 Shares 156 Views

TJ pede que juízes desistam de auxílio-moradia retroativo

4 de março de 2015
156 Views

TJ pede que juízes desistam de auxílio-moradia retroativo

O Tribunal de Justiça do Paraná pediu que a associação dos magistrados retire um requerimento de pagamento de auxílio-moradia retroativo feito no início do ano por considerá-lo “inoportuno”. Em plena crise financeira, os juízes pediram para receber valores não pagos do auxílio-moradia relativos aos anos de 2009 a 2014. Levando em conta que o auxílio-moradia atual é de R$ 4.377,73, o total de atrasados poderia custar aos cofres públicos R$ 260 mil por juiz. As informações são da Gazeta do Povo.

O presidente do TJ, Paulo Roberto Vasconcelos, afirmou que caso a associação não desista da proposta, ela não será levada adiante na Corte. A associação dos magistrados diz que encaminhou a solicitação com base na lei orgânica da magistratura e que outras entidades da classe pelo país fizeram pedidos semelhantes. Também afirmou que o objetivo do requerimento era “interromper o prazo” de prescrição, o que evita a “perda de direitos”.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.