por 15:25 Brasil

TJ de SP forma maioria pela absolvição do ministro Ricardo Salles; ação por improbidade é suspensa pela 3ª vez

A 1ª Câmara Reservada ao Meio Ambiente, do Tribunal de Justiça de São Paulo, formou maioria nesta quinta-feira (17) para absolver o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da condenação por improbidade administrativa. O julgamento foi suspenso pela terceira vez com 3 votos a 1 pela absolvição do ministro.

O processo diz respeito ao período em que Salles era secretário estadual do Meio Ambiente na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB). Para o Ministério Público, ele cometeu fraude no processo de plano de manejo da área de proteção ambiental (APA) da várzea do rio Tietê, em 2016, para favorecer empresas (leia mais abaixo).

Leia mais no G1
Fechar