por 15:10 Sem categoria

Terceira Via marca convenção

Terceira Via marca convenção

Data deve indicar nomes para compor a chapa majoritária que vai disputar a eleição de 5 de outubro

PSDB, PSB e PTB marcaram, em principio, para 14 de junho (sábado) a convenção da Terceira Via que deverá indicar os nomes para a chapa majoritária na disputa da eleição de 5 de outubro. Mas esta convenção conjunta não deverá ficar apenas nessas quatro agremiações. Lideranças dos partidos que integram a Terceira Via já estão conversando com políticos do PSC, PT, DEM e PP, o que pode aumentar, e muito, a representação desta frente nas eleições proporcionais, considerando também a possibilidade de o município ganhar mais seis cadeiras na Câmara Municipal.

Para o ano que vem já estão garantidas 15 cadeiras em virtude do número de habitantes. Mas ainda esta semana a Câmara Federal deverá votar a PEC 333 de 2004 que recompõem o número de vereadores das câmaras municipais. O Paraná deverá ter um acréscimo de 438 vereadores e Foz do Iguaçu vai pular de 15 para 23.

A chamada Terceira Via nas eleições municipais deste ano em Foz do Iguaçu foi lançada há cerca de dez dias com a adesão do PSDB, PSB e PTB. O PR e o PSC estiveram representados na ocasião, mas ainda não a aderiram oficialmente. Com conversações bastante adiantadas entre o Partido dos Trabalhadores (PT), Democratas (DEM) e Partido Progressista (PP), a Terceira Via não apenas se consolida como alternativa ao processo eleitoral, mas torna-se opção ao eleitor ao propor o fim de um ciclo vicioso na política de Foz do Iguaçu.

Diferentemente da Frentona que elegeu o atual prefeito em que 18 partidos se uniram para enfrentar o candidato do PMDB que buscava a reeleição, a Terceira Via vem pautada com propostas plenamente realizáveis, de baixo custo e que podem mudar o cotidiano do iguaçuense de maneira rápida e eficiente. Através de ações que contemplam as necessidades mais urgentes da população, a Terceira Via pretende em curto e médio prazo reunir condições para promover uma verdadeira transformação na condução da coisa pública. E um dos princípios básicos é o respeito ao cidadão e à vontade da maioria.

Fechar