por 11:04 Alexandre Curi, Sem categoria

SOU MAIS ATLÉTICO DO QUE POLÍTICO, DIZ ALEXANDRE CURI

SOU MAIS ATLÉTICO DO QUE POLÍTICO, DIZ ALEXANDRE CURI

Aos 29 anos, o deputado Alexandre Curi (PMDB) se destaca como um atuante e excelente articulador político, mas nesta entrevista ao ETA confessa: “sou mais atleticano que político”. A paixão pelo Rubro Negro da Baixada nasceu com o avô, Anibal Curi, e cresceu e solidificou com o pai, Anibal Filho. “Meu avô foi presidente do Atlético, meu pai é um torcedor fanático e eu ao longo desta minha vida me tornei um grande atleticano e hoje tenho o privilégio de ser vice-presidente do Atlético Paranaense”, disse. Leia a seguir os principais trechos da entrevista.

ETA – Você nasceu atleticano? Foi influência do avô?
Alexandre Curi –
Sem dúvida. Meu avô foi presidente do Atlético e também por questão de inteligência – quem é inteligente torce para o Atlético. Como disse meu avô foi presidente do clube, meu pai é um torcedor fanático e eu ao longo desta minha vida me tornei um grande atleticano e hoje tenho o privilégio de ser vice-presidente do Atlético Paranaense.

ETA – Você é deputado estadual, extremamente atuante, tem base na maioria dos municípios do Paraná, como acha tempo para torcer para o Atlético?
Alexandre Curi –
Sou um fanático e um fanático sempre acha tempo. Eu costumo orientar minha agenda, meus compromissos políticos e pessoais com os jogos que o Atlético disputa em Curitiba, pelas cidades do Paraná e até em outros estados. E o clube tem uma ótima estrutura para receber bem o torcedor, dar todo o conforto que merece e, claro, muitas vitórias e títulos. É bom torcer para o Atlético. Fico muito triste quando chego no interior do estado e vejo que algumas pessoas opção por clubes de São Paulo e do Rio. Tem que ser torcedor do Atlético. O Atlético tem a maior torcida do Paraná, comprovada através de pesquisas. Agora eu, como deputado estadual, digo que sou mais atleticano que político.

ETA – E a expectativa da Arena sediar a Copa do Mundo?
Alexandre Curi –
Vai ser o maior momento da história do Atlético Paranaense e acho que isto já está definido. Curitiba vai ser sede da Copa do Mundo. Teremos jogos na Arena da Baixada que vai ser o estádio mais moderno do Brasil. A Arena é o estádio que tem melhores condições para atingir os objetivos, as determinações que Fifa exige dos clubes e dos países. Então vai ser o maior momento da história do clube Atlético Paranaense e ver as seleções participarem de jogos na Arena da Baixada.

ETA – Como é que é a bancada do Atlético na Assembléia?
Alexandre Curi –
É a maior de todas. Você já viu a indicação da Arena como sede dos jogos da Copa do Mundo. O governador tinha indicado o Pinheirão, a bancada foi ao governador, mostrou que era um erro indicar o Pinheirão e acabamos indicando a Arena da Baixada.

ETA – A Assembleia recebeu na segunda-feira (9), o vice-governador Orlando Pessuti e a diretória do Atlético. A conversa foi a respeito da Copa do Mundo?
Alexandre Curi –
A discussão foi sobre a Copa, sobre algumas etapas que temos que cumprir e no dia 20 de março teremos a definição de quais são os estádios que vão receber jogos da Copa do Mundo e nós temos quase certeza que vamos receber no Paraná, na cidade de Curitiba, na Arena da Baixada, uma das sede dessa maior competição esportiva do mundo. O Paraná merece, Curitiba merece e nós, atleticanos, merecemos mais ainda.

ETA – Como é a alma atleticana?
Alexandte Curi –
O Atlético é uma religião. A gente tem uma paixão enorme. Já passei momentos difíceis e muitos momentos bons pelo Atlético. Todo atleticano é um torcedor fiel, que tem um carinho pelo clube extraordinário. Prova disso que nestes seis jogos, quando o Atlético estava perto da segunda divisão, o torcedor em nenhum momento foi hostil, em nenhum momento foi agressivo, pelo contrário, sempre torceu, sempre vibrou e sempre colocou o Atlético em primeiro lugar.

ETA – O Atlético é o único time a ter uma data comemorativa no calendário oficial do Estado?
Alexandre Curi –
É isso mesmo. O “feriado” comemorativo da torcida do Atlético Paranaense, através da lei nº 15.461, é o dia 26 de março. No calendário oficial do estado está registrado como “Dia do Atlético”. Com a oficialização da data, o Rubro-Negro tornou-se a primeira agremiação esportiva do Paraná a conseguir uma data comemorativa. O movimento foi do ETA que colheu milhares de assinaturas de torcedores em todo o estado para institucionalizar o “Dia do Atlético Paranaense”.

Fechar