0 Shares 349 Views 1 Comments

Sercomtel não adere ao limite de franquia para internet fixa

16 de abril de 2016
349 Views 1

christian-schineiderMuitos consumidores foram pegos de surpresa esta semana quando as principais operadoras de telefonia e internet (Vivo, Oi, NET) anunciaram que a banda larga fixa será limitada, como acontece com os planos de dados dos smartphones. A notícia não agradou e até um abaixo assinado foi criado. Mas no meio dessa polêmica toda, 110 mil londrinenses podem ficar tranquilos. A Sercomtel, empresa de telecomunicações com sede em Londrina, não vai aderir ao limite de franquia para internet fixa. As informações são de Gabriela Lima, no Bonde.

Atualmente, a maior parte das operadoras trabalha sem essa limitação, em que o contratante opta por uma determinada franquia e, ao fim desta, a velocidade continua a mesma, ou seja, não existe um volume máximo de tráfego permitido. Mas com a implantação da medida, a internet poderá ser cortada ou a velocidade reduzida. Na verdade, Claro, NET e Embratel já fazem uso dessa tática desde 2004 e se o limite é ultrapassado, a velocidade é diminuída para 2 Mbps, a menor oferecida pelas empresas.

Segundo o presidente da Sercomtel, Christian Schneider, a estratégia da companhia nunca foi de limitar a utilização do consumo de dados. “Essas modificações de mercado são muito comuns em todo o mundo e cada empresa tem sua estratégia. No caso da Sercomtel, a nossa estratégia de venda não é de limitar. Vamos utilizar esse diferencial para a captação de clientes”, afirmou ele.

De acordo com Schneider, a medida das outras operadoras vai prejudicar quem usa muito a internet e os serviços de streaming, por exemplo. “Vai ser ruim para quem consome a banda larga em grande escala e para quem utiliza muito a transferência de vídeos, mas para o cliente que não tem esse hábito, é uma medida que pode ser até vantajosa”, declarou.

Atualmente, a Sercomtel possui planos de internet fixa que vão de 2 a 200 mega de velocidade. Segundo o presidente da empresa, é importante lembrar que todos os aparelhos consomem dados, portanto, quanto mais equipamentos conectados à mesma banda larga, mais lenta ficará a conexão e mais dados serão consumidos. Para Schneider, o usuário tem que identificar suas necessidades e adquirir o produto adequado de acordo com a franquia e velocidade que necessita, para não ter expectativas acima da realidade do serviço adquirido.

Foto: divulgação

Mais notícias para você:



One Comment

Deixe um comentário

Your email address will not be published.