por 07:45 Sem categoria

Segurança do patrimônio público, ou apenas mais conforto aos magistrados?

de Celso Nascimento, na Gazeta do Povo

As armas do TJ
De acordo com seu Portal da Transparência, o Tribunal de Justiça do Paraná gastou até outubro R$ 44 milhões em “serviços de vigilância armada e desarmada” de suas instalações, incluindo os fóruns do interior. Pelo dinheiro investido, seria de se supor que todas as dependências estivessem bem guardadas e imunes a assaltantes.

Na prática, porém, não é bem assim: no último fim de semana, três ladrões renderam os vigilantes e saíram com 95 armas apreendidas no Fórum de São José dos Pinhais.

O fato não é incomum: no dia 25 de novembro, um domingo, 291 armas e 270 caixas de munição foram roubadas do Fórum de Colombo. Em março do ano passado, seis ladrões limparam o arsenal guardado em 15 cofres no subsolo do Juizado Especial Criminal de Curitiba. Que, aliás, nem câmeras de vigilância dispunha!

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com