Escrito por 12:40 Destaques, Economia, Paraná

Segundo Dieese, 13º salário deve injetar R$12,9 bilhões na economia do Paraná

Compartilhe

De acordo com levantamento divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a economia do Paraná deve receber uma injeção de 12,9 bilhões com o pagamento do 13º salário aos trabalhadores.

Segundo o levantamento, o valor médio do 13° salário do trabalhador com carteira assinada no estado será de R$ 2.876. Os pagamentos estão previstos para 3.253.097 pessoas.

Neste ano, para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o salário extra já foi pago em duas parcelas, entre abril e junho, por causa da pandemia.

No estado, o valor médio pago aos mais de 1.842.572 beneficiários do INSS foi de R$ 1.365,32.

O Governo do Paraná anunciou, na quarta-feira (11), que o pagamento do 13º salário ao funcionalismo público deve injetar R$ 1,701 bilhão na economia do estado. São 265 mil servidores ativos, pensionistas e aposentados devem receber.

As empresas que aderiram à Medida Provisória do Governo Federal que previa a suspensão ou redução da jornada de trabalho não devem pagar o 13º integralmente, o que resulta em diminuição do montante a ser injetado na economia em 2020.

Setores

O setor de serviços, incluindo a administração pública, de acordo com o levantamento, é o responsável pelo pagamento da maior parte do total a ser pago, com quase 60%.

Veja a porcentagem de cada setor:

  • Serviços e Administração Pública: 59,2%
  • Indústria: 20,5%
  • Comércio: 15,1%

Qual o valor do 13º?

O funcionário que trabalhou durante o ano todo tem direito a receber o valor de um salário cheio. Para os que foram contratados ao longo do ano, o valor é proporcional ao tempo trabalhado.

A cada mês trabalhado no ano, o funcionário ganha o direito a receber 1/12 avos referente ao 13° salário. Segundo a legislação, o funcionário precisa trabalhar pelo menos 15 dias para receber o valor referente a cada mês.

Close