por 17:40 Assunto

Seca aumenta risco de queimadas fora de controle nos campos paranaenses

O número de incêndios ambientais aumentou 24% entre janeiro e agosto de 2021 no Paraná, na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Segundo a corporação, só neste ano foram mais de 7.600 registros, ante cerca de 6.100 no ano passado.

Em 2020, conforme os bombeiros, foram 512 ocorrências em campos, 312 em lavouras, 1.052 em pastagens e outros 273 em plantios florestais.

O empresário Pedro Mansani, dono de um balneário que é usado por visitantes como área de lazer no distrito de Manciocaba, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, enfrentou o cenário de destruição e a tristeza de quem tem que calcular os prejuízos após uma queimada.

“Entristece porque ainda bem que eu tirei um gadinho que eu tinha, senão torrava tudo. Eu tinha cortado os eucaliptos, depois ia cortar a lenha e depois estocar isso e ia tombar tudo junto. Quer dizer, foi embora o adubo da terra. Aquilo que eu tinha na cabeça, acabou. A folha foi embora”, desabafou.

Casos como esse são intensificados diante da falta de chuvas no estado, que aumenta ainda mais o risco destes incêndios saírem do controle nos campos paranaenses.

“Teve uma estiagem grande, um período de seca, e mesmo com chuva tem que tomar os cuidados que seriam fazer os aceros. É delimitar parte do chão na terra, tirando o que for de combustível, tirar as matas que possa fazer com que o fogo se propague numa área maior”, orientou o tenente do Corpo de Bombeiros, Victor Kamei.

A orientação é para evitar que grandes desastres, como o que aconteceu no Paraná em 1963 e é considerado o maior incêndio florestal do Brasil, se repitam.

Naquele ano, 10% do território paranaense foi queimado. Foram dois milhões de hectares destruídos pelas chamas, deixando 110 mortos e cerca de um mil feridos.

Na época, o fogo foi iniciado por lavradores que queriam fazer a limpa nas propriedades, mas a estiagem prolongada e as geadas que tinham queimado as matas contribuíram pra que o fogo saísse do controle.

No total, foram 128 municípios foram atingidos.

Fonte: G1

Foto: reprodução/RPC

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com