São Miguel do Iguaçu agora tem um hospital para atender toda população, diz Giacobo

São Miguel do Iguaçu agora tem um hospital para atender toda população, diz Giacobo

O deputado Fernando Giacobo (PR) participou na noite desta quinta-feira, 22, ao lado de outras autoridades, da inauguração do Complexo Hospitalar Municipal de São Miguel do Iguaçu – complexo que abriga um hospital, uma maternidade e uma unidade de pronto atendimento 24 horas e vai tornar a cidade referência no oeste paranaense.

“O novo hospital poderá atender de quatro a cinco mil pacientes por mês. Os moradores de São Miguel não vão mais precisar se deslocar para Missal, Medianeira ou Foz do Iguaçu para tratar da sua saúde”, disse Giacobo que viabilizou parte dos R$ 11 milhões, de verbas federais, para a construção do empreendimento.

Com 7.221 metros quadrados e 38 leitos, a unidade é a maior obra pública de saúde da história do município. Tem cinco pavilhões com 38 leitos, pronto-atendimento de urgência e emergência, dois centros cirúrgicos, tomógrafo, centro obstétrico, enfermaria, quarto de isolamento e esterilização, ambulatório e sala de raio-X. Toda estrutura é equipada com sistema de climatização central e sistema de geração de energia, com conjunto gerador instalado.

O prefeito de São Miguel do Iguaçu, Claudiomiro Dutra, informou que o município não tinha um espaço público próprio para atender a população. “Contávamos com prédios alugados que não estavam adequados para o serviço. Esse complexo de pronto atendimento e maternidade é um divisor de águas. E os nossos filhos, que há mais de 10 anos não nasciam aqui, vão voltar a nascer na nossa cidade”, comemorou.

Participaram da inauguração o governador Beto Richa; o prefeito da cidade, Claudiomiro Dutra; o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano; os deputados Elio Rusch e José Schiavinato; o secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; e o secretário municipal da Saúde de São Miguel do Iguaçu, Luiz Antonio Klajn.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aos 48 anos, Mendonça poderá ficar no STF até dezembro de 2047.

O futuro ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) André Mendonça tomará posse no tribunal no dia 16 de dezembro. A cerimônia foi agendada para às 16h.Mendonça foi aprovado pelo plenário do Senado na 4ª feira (1º.dez) por 47 votos a 32. O ex-advogado-geral da União é o segundo indicado do presidente Jair Bolsonaro à Corte e ocupará a vaga aberta com a aposentadoria de Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho.

 

 

Brasil rumo a 300 milhões de doses

*Brasil rumo a 300 milhões de doses*Com as doses de vacinas contra covid-19 que chegaram na sexta-feira, 3, somente os laboratórios Pfizer e AstraZeneca já entregaram 292,7 milhões das 372,5 milhões de doses de imunizantes adquiridos pelo governo brasileiro. Desde o começo de 2021, o Brasil já aplicou mais de 313,1 milhões de doses. Mais de 159,5 milhões de pessoas tomaram a primeira dose, o que representa 90,1% da parcela da população-alvo (177 milhões), de brasileiros acima dos 18 anos.