por 11:54 Sem categoria

Sanepar constrói sistema de esgoto em 17 cidades que não tinham o serviço

Sanepar constrói sistema de esgoto em 17 cidades que não tinham o serviço

A Sanepar implantou o sistema de esgoto sanitário em 17 localidades que não contavam com rede coletora e muito menos com tratamento. Em outra cidade, a ampliação do serviço já chegou a 3.461%.

As obras – executadas a partir de 2003, quando o governador Roberto Requião assumiu o governo do Estado – já estão proporcionado saúde e conforto para milhares de paranaenses e também contribuindo para despoluir o meio ambiente. Todos os sistemas são compostos por rede coletora e tratamento do volume total do esgoto coletado.

Em Porto Figueira, por exemplo, a rede coletora passa em frente de 100% dos imóveis urbanos. A cidade histórica de Guaraqueçaba conta com cobertura de 99,5%. Em Tomazina, a rede está disponível para 75% dos moradores. Também tiveram o sistema de esgoto implantado pelo governo Requião, as cidades de Itaipulândia (cobertura de 66 % da população urbana); Reserva (45%);

Alto Piquiri (43%); Santo Antônio do Sudoeste (34%); Capanema (30%); Ubiratã (29%); São Miguel do Iguaçu (28%); Quatiguá (27%); Pontal do Paraná (23%); Porto União (16% – município catarinense atendido pela Sanepar); Nova Londrina (11%); Almirante Tamandaré (11%); General Carneiro (9%) e Boa Vista – Campo Magro (5%). Estes índices são relativos ao atendimento atual, sendo que na maioria das cidades há obras em andamento.

Recordista
Por ora, a cidade de Santa Terezinha de Itaipu é a recordista, em termos percentuais, na ampliação da rede. Considerando-se o que existia em 2003 e a rede ofertada em 2009, o aumento foi de 3.461%. Em Fazenda Rio Grande, a expansão chegou a 2.561%. Em Três Barras do Paraná o aumento também foi expressivo: 1.410% a mais de rede coletora. Matelândia, Palmas e Cruzeiro do Oeste, tiveram a rede ampliada, respectivamente, em 952%, 344% e 334%. Já no município de Morretes, o benefício teve acréscimo de 308%.

O presidente da Sanepar, Stênio Jacob, destaca que a empresa está trabalhando em ritmo acelerado para garantir a ampliação do serviço nas cidades com até 50 mil habitantes. “Nossa meta é atingir o índice de 65% da população urbana das localidades de menor porte. Nas grandes cidades estamos prestes a alcançar o índice mínimo de cobertura de 80%. Em Curitiba, 90% da população já é atendida e continuamos realizando obras em todas as regiões da capital.”

Fechar