Escrito por 19:39 Destaques, Esporte, Justiça

Ronaldinho Gaúcho é autorizado a deixar prisão domiciliar

Compartilhe

O juiz paraguaio Gustavo Amarilla autorizou hoje, em audiência preliminar, que Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis Moreira deixem a prisão domiciliar no Paraguai e retornem ao Brasil.

Os irmãos chegaram a Assunção no dia 4 de março deste ano para um evento beneficente da fundação de Dalia López, quem conseguiu os documentos para os irmãos. Os dois foram presos por terem entrado com passaportes falsos no Paraguai.

Eles passaram pouco mais de um mês detidos em um quartel da polícia nos arredores de Assunção e quatro meses em prisão domiciliar em um hotel no centro da capital paraguaia.

A Promotoria Pública do Paraguai concluiu que Ronaldinho Gaúcho não participou diretamente do suposto crime. “Não foi levantado nenhum elemento documento comprovando que Ronaldinho tenha alguma participação direta no plano de obtenção de documentos irregulares, saliento que de maneira alguma se exime de responsabilidade de domínio e decisão de uso de instrumentos, reitero, são de aspecto pessoalíssimo”, diz o pedido de suspensão do processo.

Close