0 Shares 219 Views

Projeto de Romanelli quer transparência sobre velocidade da internet

30 de junho de 2015
219 Views

3006 romanelli internet

Em breve, as operadoras de telefonia poderão ser obrigadas a informar ao consumidor, em forma de gráficos na fatura mensal, o registro da velocidade média de envio e recebimento de dados. É o que prevê um projeto do deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PMDB), protocolado ontem na Assembleia Legislativa do Paraná.

Segundo Romanelli, o projeto visa garantir ao consumidor maior segurança de que a velocidade contratada está sendo cumprida e tem sua justificativa no artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que determina que a Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo a transparência e harmonia das relações de consumo.

“A prestação de serviços de internet no Brasil deixa a desejar em relação a outros países do mundo. Este projeto visa então uma forma de proteção ao consumidor, que terá facilidade em fiscalizar a efetiva prestação do serviço”, diz o deputado.

O projeto prevê ainda que as empresas que descumprirem a determinação ficariam sujeitas a multas, cassação do registro, suspensão da venda do serviço e outras sanções previstas no artigo 56 do Código de Defesa do Consumidor.

Comparação – Dados da empresa de tecnologia americana Akamai mostram que a velocidade da internet no Brasil é a 9ª pior entre 54 países pesquisados no segundo quadrimestre de 2014. O país empatou com o Vietnã ao obter uma média de 2,9 Mbps. Como destaque do estudo, aparece a Coreia do Sul com a média de 24,6 Mbps. Mais de oito vezes a média brasileira.

Segundo regras da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), As empresas são obrigadas a oferecer uma velocidade mínima de internet que não pode ser inferior a 30% da contratada pelo usuário em 95% das medições realizadas. “Fato é que não há transparência e conhecimento disponível para que o consumidor também fiscalize o serviço que paga”, ressalta Romanelli.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.