por 22:16 Sem categoria

ROMANELLI PEDE ‘CAUTELA E RESPEITO’ E PMDB DE CURITIBA SUSPENDE REUNIÃO

ROMANELLI PEDE “CAUTELA E RESPEITO” E PMDB DE CURITIBA SUSPENDE REUNIÃO

O deputado Luiz Claudio Romanelli, vice-presidente do PMDB do Paraná, fez um apelo ao diretório municipal de Curitiba para que trate com a devida cautela, respeito e consideração à manifestação em apoio à mudança na presidência regional do partido, hoje sob o comando do deputado Waldyr Pugliesi.

“Recomendo aos companheiros de Curitiba cautela nessa discussão. Reconheço que a proposta está baseada nas mais elevadas intenções. No entanto, nem sempre boas intenções levam à resultados virtuosos”, diz trecho da nota.

Segundo Romanelli, a hora agora é de unidade partidária e de mobilização geral para às eleições de outubro que tem no governador Roberto Requião a principal liderança deste projeto político, “mas sem esquecer que esse é um projeto coletivo de todas as lideranças e de todos os militantes peemedebistas”.

Romanelli fez questão de frisar que o PMDB é um partido democrático, e o respeito a seus procedimentos internos é um princípio. “Este é um dado. Outro é a consideração que todos os militantes devem às figuras históricas do partido, entre as quais se destaca Waldyr Pugliesi”, disse.

O presidente do PMDB de Curitiba, Doático Santos, atendeu ao pedido de Romanelli e dos deputados da bancada peemedebista, e resolveu postergar para uma próxima data a reunião do diretório municipal. “Suspendemos qualquer manifestação nesse sentido e vamos evoluir nas conversas, tratando essa questão da forma respeitosa que merece”, disse Doático.

Leia a íntegra da nota de Romanelli

Como deputado estadual, líder do governo Requião na Assembléia Legislativa e vice-presidente estadual do PMDB, não posso deixar de me manifestar a respeito da proposta surgida em Curitiba de substituição do atual presidente regional do PMDB, nosso velho companheiro Waldyr Pugliesi, pelo governador Roberto Requião, assim que este licenciar-se do governo, no final deste mês.

É evidente que o PMDB contará com o empenho integral do governador Requião na campanha eleitoral deste ano. Sobre isso, é inútil perder tempo. Não há também a menor dúvida de que Requião, com ou sem cargo, exercerá sua liderança natural, que é enorme, para ajudar o partido a obter um grande resultado nas urnas.

Porém, há outros elementos que devem ser levados em conta. O PMDB é um partido democrático, e o respeito a seus procedimentos internos é um princípio. Este é um dado. Outro é a consideração que todos os militantes devem às figuras históricas do partido, entre as quais se destaca Waldyr Pugliesi.

Recomendo aos companheiros de Curitiba cautela nessa discussão. Reconheço que a proposta está baseada nas mais elevadas intenções. No entanto, nem sempre boas intenções levam à resultados virtuosos.

A hora agora é de unidade partidária e de mobilização geral para às eleições de outubro que tem em Requião a principal liderança deste projeto político, mas sem esquecer que esse é um projeto coletivo de todas as lideranças e de todos os militantes peemedebistas.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com