por 11:38 Sem categoria

ROMANELLI DESTACA RETOMADA DO CRESCIMENTO E APONTA O PARANÁ COMO REFERÊNCIA NACIONAL

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), líder do Governo na Assembleia Legislativa, destacou nesta quinta-feira (17), na cidade de Paranavaí, mais um recorde paranaense na geração de empregos – o Estado alcançou a marca 61.870 empregos, dos quais 14.437 foram gerados em agosto – e reafirmou a referência nacional que o Paraná conquistou na retomada do crescimento.

"O Produto Interno Bruto nacional deve crescer 1% este ano e a projeção para 2010 é de 5%. Superamos a crise financeira e voltamos a crescer. Neste quesito, o que cabe destacar é que em praticamente todas as áreas o crescimento do Paraná é superior à média nacional. Se isso significa alguma coisa é que está comprovado o acerto das políticas públicas e de desenvolvimento do governo estadual", disse Romanelli ao acompanhar o governador Roberto Requião na entrega de 65 ônibus aos prefeitos das cidades da região Noroeste.

LEIA MAIS

por 11:37 Sem categoria

ROMANELLI DESTACA RETOMADA DO CRESCIMENTO E APONTA O PARANÁ COMO REFERÊNCIA NACIONAL

ROMANELLI DESTACA RETOMADA DO CRESCIMENTO E APONTA O PARANÁ COMO REFERÊNCIA NACIONAL

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), líder do Governo na Assembleia Legislativa, destacou nesta quinta-feira (17), na cidade de Paranavaí, mais um recorde paranaense na geração de empregos – o Estado alcançou a marca 61.870 empregos, dos quais 14.437 foram gerados em agosto – e reafirmou a referência nacional que o Paraná conquistou na retomada do crescimento.

"O Produto Interno Bruto nacional deve crescer 1% este ano e a projeção para 2010 é de 5%. Superamos a crise financeira e voltamos a crescer. Neste quesito, o que cabe destacar é que em praticamente todas as áreas o crescimento do Paraná é superior à média nacional. Se isso significa alguma coisa é que está comprovado o acerto das políticas públicas e de desenvolvimento do governo estadual", disse Romanelli ao acompanhar o governador Roberto Requião na entrega de 65 ônibus aos prefeitos das cidades da região Noroeste.

Romanelli lembrou que o Paraná está fechando um ciclo de boa venturança firmada na proposta do governador Requião de manter, mesmo no ano de crise, os investimentos públicos nas áreas sociais e de desenvolvimento. "Hoje, o balanço que pode ser feito é o seguinte: se o Brasil superou a crise em relativamente pouco tempo e se o Paraná apresenta índices tão expressivos, é porque o caminho apontado, de apostar no desenvolvimento, estava correto", disse.

ECONOMIA – O deputado elencou uma série de índices econômicos que comprovam a pujança paranaense no cenário nacional. Ele citou o crescimento de 15,3% da produção industrial paranaense em julho que superou de longe a média nacional de 2,2%. "São Paulo registrou crescimento de 1,4% e Minas Gerais e Rio de Janeiro, 1,8%. Isso mostra uma grande capacidade de reação aos desafios postos pela crise. Mostra também que as políticas do governo federal encontram no Paraná as condições mais favoráveis".

A produção industrial, segundo Romanelli, é um excelente termômetro para se avaliar o estado geral de uma economia. A indústria se alimenta de matéria-prima e sua produção alimenta o comércio. "Quando a indústria cresce, a economia em seu conjunto floresce. O crescimento industrial do Paraná é um indício seguro de que a economia estadual no seu todo vai bem".

Outro dado lembrado por Romanelli está no volume de vendas do comércio varejista paranaense que apresentou crescimento de 6,3% em junho, resultado superior ao registrado pelo comércio varejista brasileiro, cujo crescimento do volume de vendas atingiu 5,6%. "No acumulado de janeiro a junho de 2009, as vendas do setor no Paraná aumentaram 4,5%, também acima do resultado nacional", disse.

EMPREGOS – Mesmo com a estiagem e a temporada de chuvas prolongadas, Romanelli ainda apontou a produção dos 25,28 milhões de toneladas de grãos da safra paranaense de 2008/2009 – o que correspondeu a 18,9% da produção nacional. "Todos esses dados da safra e do comércio varejistas são do IBGE e, portanto, totalmente isentos na sua averiguação".

"Nós vamos chegar ao período de compras do final do ano. E as lojas, shoppings e supermercados paranaenses apontam a abertura de 9,2 mil novos postos de trabalhos somente nesse período. Acredito que o Paraná vai ultrapassar a marca de 800 mil empregos gerados durante os sete anos do governo Requião. É uma marca histórica, sem precedentes", disse.

REDUÇÃO DE IMPOSTOS – Romanelli destacou ainda que das 218 mil empresas de pequeno porte no Estado, 172 mil (78%) são isentas ou têm redução do ICMS e que a minirreforma tributária, que reduziu de 25% para até 12% o ICMS de 95 mil itens de consumo popular, provocou uma deflação de 0,83% na média de preços de todos os produtos.

"Vou concluir citando dois índices: o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) que coloca o Paraná como o segundo estado mais desenvolvido do país, atrás apenas de São Paulo. O índice leva em conta os fatores Saúde, Educação, Crescimento, Emprego e Renda. No quesito Saúde, o Paraná está em primeiro lugar. Em Emprego e Renda, estamos entre os quatro melhores. Em Educação, entre os cinco melhor colocados", disse Romanelli aos prefeitos.

"E temos ainda o Índice Ipardes de Desempenho Municipal do Paraná que mostra o aumento da qualidade de vida de todos os 399 municípios do Paraná em três áreas: trabalho e renda, saúde e educação", completou.

Fechar