por 16:03 Coronavírus no Paraná, Destaques, Luiz Claudio Romanelli, Paraná

Romanelli destaca plano de vacinação do Paraná

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) defendeu nesta quarta-feira, 27, o plano estadual de imunização e os grupos prioritários elencados para receber as vacinas contra o coronavírus. O Paraná já vacinou 76,5 mil pessoas, entre os profissionais de saúde da linha de frente, idosos com 60 anos ou mais de asilos ou casas de repouso, e índios. “Temos que destacar a rapidez e eficiência da logística na entrega das vacinas por parte da Secretaria Estadual de Saúde e também a agilidade das secretarias municipais de saúde na vacinação dos chamados prioritários dentro dos grupos prioritários”, disse Romanelli. 

“O Paraná é modelo na estrutura de vacinação, espero que outros lotes de vacinas cheguem conforme cronograma feito pelo próprio Ministério da Saúde e que parem de discriminar o estado em relação ao número de doses distribuídas. O Paraná não é mais e nem menos importante que outros estados, mas merecemos um tratamento equânime. Como se explica que o Rio Grande do Sul, com a população inferior, receba 60 mil doses a mais?”, questiona Romanelli. 

O número de vacinados no Paraná representa 34,8% das 219.271 doses distribuídas pelo Estado até o momento. A conta leva em consideração as 132.771 doses da Coronavac que chegaram na segunda-feira (18) – aproximadamente a metade do primeiro lote de 265.600 aplicações – e as 86.500 das vacinas AstraZeneca que desembarcaram em Curitiba no sábado (23) a noite e que foram distribuídas às 22 regionais de saúde ainda no domingo. 

Novos lotes – Estimativas apontam que o Paraná tem cerca de 250 mil trabalhadores no grupo prioritário que ainda precisam receber a primeira dose da vacina.
O Paraná recebeu nesta segunda-feira, 25, mais um lote contendo 39.600 doses da vacina CoronaVac. É a terceira remessa de imunizante que chega ao Estado. Ao todo, já foram distribuídas 391.700 doses para todos os 399 municípios paranaenses.

Romanelli lembra que o Ministério da Saúde revisou os dados estatísticos e apontou que 250 mil profissionais da saúde do Paraná ainda não foram vacinados. “É fundamental que todos os profissionais de Saúde que atuam no combate à pandemia sejam vacinados. Esses trabalhadores estão há dez meses na linha de frente da covid-19 e ainda vão continuar nessa batalha, até que o vírus seja controlado ou extinto”, avalia.

Prioridades – O deputado explica ainda que, depois de concluída a vacinação do grupo prioritário, serão vacinadas idosos com 80 anos ou mais, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente, até aqueles que têm idade variando entre 60 e 64 anos. “Em todo o Estado, até maio deste ano, a meta é imunizar mais de 4 milhões de pessoas. E até o fim do ano, esperamos que todos os paranaenses com mais de 18 anos de idade estejam protegidos com a vacina contra a covid-19”, prevê Romanelli. No Paraná existem 1.850 salas de vacinação nos 399 municípios.

Romanelli disse ainda que a previsão até o final de semana é da chegada no Brasil dos insumos necessários para a fabricação de mais seis milhões de imunizantes da CoronaVac.  Outro lote de insumos para produção da vacina AstraZenica também está previsto para chegar ainda esta semana.

“Assim que a matéria-prima das duas vacinas chegar ao Brasil, o Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz vão poder produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e da AstraZeneca. O Paraná está nessa luta e os deputados estaduais acompanham com expectativa todo esse processo, para que os paranaenses sejam imunizados e protegidos da doença o mais rápido possível, para continuar com o processo de retomada da economia”, conclui Romanelli.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com