por 00:53 Sem categoria

Romanelli destaca empenho dos deputados na aprovação do reajuste dos servidores estaduais

ROMANELLI DESTACA EMPENHO DOS DEPUTADOS NA APROVAÇÃO DO REAJUSTE DOS SERVIDORES

“Houve um entendimento de todos os deputados da importância desse reajuste e da própria política de recuperação salarial feita pelo Governo Requião”, disse o líder do Governo, Luiz Claudio Romanelli.

Os deputados paranaenses aprovaram nesta quarta-feira (9) o reajuste salarial, entre 3,14% e 30,29%, proposto pelo governador Roberto Requião aos 207 mil servidores públicos estaduais. “Além do reajuste diferenciado, conforme a categoria, os servidores conquistaram o 1º de maio como data para revisão geral dos salários, todos os anos”, disse o líder do Governo, Luiz Claudio Romanelli.

“Os servidores passam a ter uma política salarial definida por lei, o que garante a estabilidade e uma data certa para os aumentos salariais. Isso é muito importante porque atende uma reivindicação antiga de todas as categorias que compõem o funcionalismo público estadual”, completou Romanelli.

O projeto de lei proposto pelo governador Requião foi aprovado por unanimidade e em primeira discussão. A segunda discussão está marcada para esta quinta-feira (10), a partir das 10h. “Houve um entendimento de todos os deputados da importância desse reajuste e da própria política de recuperação salarial feita pelo Governo Requião que atendeu todas as categorias do funcionalismo público estadual”, completou Romanelli.

Reconhecimento – O líder do Governo disse que o próprio governador reconheceu o empenho dos deputados na mediação entre as reivindicações dos servidores estaduais e a capacidade do Estado em comportar os reajustes pretendidos. “Os reajustes agora dependem, entre outras coisas, dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal quanto ao teto dos gastos com o funcionalismo público”, disse Romanelli.

“O importante também que Requião já adiantou que os aumentos serão feitos por decretos e que os professores serão os primeiros a ser atendidos porque desde 2003 seus salários estão sem correção”, disse.

Categorias – Os professores do ciclo básico (ensinos fundamental e médio), que representam quase metade dos servidores da ativa (são 56 mil, ou 44,4% dos 126 mil funcionários da ativa), terão 17,04% de reposição da inflação desde abril de 2004.

Outras categorias representativas, como professores universitários e policiais civis e militares, contarão com reajuste de 6,57% (reposição da inflação de outubro de 2005 para cá). Já os policiais civis e militares terão aumento de 4,82% (reposição da inflação de janeiro de 2006 em diante).

Reestruturação – O reajuste aprovado nesta quarta-feira repõe os índices da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e vai contemplar 207 mil servidores, entre pessoal da ativa, aposentados e pensionistas.

Romanelli afirmou ainda que a reestruturação salarial feita no governo Requião eliminou as diferenças entre uma categoria e outra. “Foram criados, por exemplo, plano de cargos e salários aos professores do ciclo básico. A reestruturação também permitiu ascensão funcional, promoção aos dos professores do ensino superior e aos policiais civis, militares, delegados, procuradores, sem contar os planos para os funcionários do Iapar e da Emater”, disse.

Fechar