0 Shares 240 Views

Romanelli defende diálogo e audiência para debater situação de escolas no PR

27 de outubro de 2015
240 Views

romanelli

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), defendeu o amplo debate com a comunidade escolar sobre o eventual fechamento de escolas e colégios estaduais do Paraná. A situação veio à tona nos últimos dias, após estudos feitos pela Secretaria de Educação.

“O debate, o diálogo, a audiência pública, o esclarecimento, especialmente com a comunidade escolar, é fundamental. Acredito muito na gestão democrática e no controle social por meio do diálogo, com a participação de todos”, disse o deputado.

Romanelli sugeriu que a área técnica Seed debata o tema com a comunidade por meio dos núcleos regionais. “A falta do debate gera a desinformação e algumas pessoas criam lendas sobre o tema. Há uma enorme desinformação que tem sido veiculada através de alguns veículos de mídia e das redes sociais”, pontuou.

O líder do governo lembrou que nenhuma turma será fechada e que os estudos da Seed, feitos anualmente, levam em conta dados como o geoprocessamento da localização dos alunos e professores, o aluguel pago em estruturas que não são do Estado e também a utilização de espaços públicos para que salas de aula não fiquem vazias.

“Há uma discussão sobre uma eventual transferência de atividades que são desenvolvidas em certo locais e serão deslocadas para salas de aulas em estabelecimentos de ensino públicos que estejam com salas de aula disponíveis. É esta a discussão que a Secretaria de Educação está promovendo, nada mais que isto”, completou o deputado.

Recursos – Outro ponto destacado por Romanelli refere-se à racionalização dos recursos públicos. Um exemplo é o do Ceebja Poty Lazzarotto, de Curitiba. Destinado ao ensino de jovens e adultos, o ceebja está localizado no Centro da capital e apenas o aluguel de sua estrutura custa R$ 25 mil mensais.

A 300 metros do Ceebja Poty Lazzarotto, porém, encontra-se o Colégio Tiradentes e a 100 metros deste o Colégio Estadual do Paraná. No primeiro, estão disponíveis diversas turmas para ensino de jovens e adultos que não vêm sendo ocupadas.

“O que o estudo da Seed constatou: uma boa solução seria transferir os alunos do Colégio Estadual Tiradentes para o Colégio Estadual do Paraná, que é uma grande escola de referência, e ao mesmo tempo transferir o Ceebja Poty Lazzarotto para o prédio público do Colégio Tiradentes. É uma questão também de racionalização dos recursos públicos, para que o dinheiro seja bem aplicado”, frisou o deputado.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.