por 15:00 Economia, Luiz Claudio Romanelli

Romanelli defende ampliação de linhas de crédito para retomada da economia

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) defendeu nesta quarta-feira, 27, a ampliação de convênio com os municípios para oferta de novas linhas de crédito aos empreendedores paranaenses. A disponibilidade de recursos estaduais, segundo o deputado, é fundamental para o fortalecimento dos pequenos negócios, sobretudo em municípios do interior.
“A vacinação permite que o Paraná aos poucos inicie o processo de retomada da economia. Precisamos de alternativas para que os empreendedores paranaenses tenham acesso a linhas de crédito e possam voltar a produzir, para aquecer a economia e vencer o desemprego”, disse.

No ano passado foram formalizados R$ 180 milhões em operações de microcrédito e da linha Fomento Recupera, recursos importantes que ajudaram o Paraná a manter a atividade econômica em muitas cidades, neste período crítico. “Os agentes de crédito que atuam nas prefeituras, junto às agências do trabalhador e nas salas do empreendedor, entre outros, atendem os empreendedores e fazem com que o recurso chegue às pequenas empresas”, explica Romanelli.

Contratos — Para esse ano, a meta da Fomento Paraná é firmar parceria com 300 municípios, capacitando os agentes de crédito e garantindo ainda mais eficiência na formalização dos contratos de operação de crédito. Atualmente, a parceria se estende a 220 municípios, que juntos liberaram no ano passado, em média, entre R$ 50 milhões a R$ 60 milhões.

“São recursos importantes que ajudam pequenos empreendedores a implantar um novo negócio, manter ou ainda ampliar aqueles já ativos. Muitos prefeitos assumiram o mandato e precisam se inteirar sobre todos os serviços disponibilizados pelo Estado. A Fomento Paraná é uma dessas parceiras, que ajudam os municípios na retomada da economia”, confirma.

Mais Recursos — Romanelli cita o exemplo dos municípios de Cornélio Procópio, Santo Antônio da Platina e Cambará, no Norte Pioneiro e Loanda e Querência do Norte, no Noroeste, que juntos formalizaram a contratação de 1.196 operações das linhas de crédito do Paraná Recupera e Microcrédito da Fomento Paraná, garantindo ao pequeno empreendedor recursos de cerca de R$ 8 milhões.

Em Loanda foram firmados 347 contratos, no valor médio de R$6.555,06, o que possibilitou aos microempreendedores recursos que somam R$ 2.274.606,84. Em Cornélio Procópio foram 301 empreendedores atendidos, que tiveram acesso a R$ 1.946.085,07, uma média de R$ 6.435,40 por contrato. Santo Antônio da Platina também se destaca. Foram contratadas 228 operações de crédito, no montante de R$ 1.411.192,41. Cada empreendedor teve acesso, em média, a R$ 6.189,44.

Em Cambará, a média por contrato foi um pouco maior: R$ 7.223,65 para cada um dos 178 empreendedores beneficiados, o que totaliza R$ 1.285.809,65 liberados para investimentos no município. Já em Querência do Norte, foram firmados 142 contratos de linhas de crédito, garantindo investimentos de R$ 1.056.646,19. Cada empreendedor contratou, em média, R$ 7.441,17.

Fechar