por 19:31 Sem categoria

ROMANELLI ANUNCIA MAIS R$ 60 MILHÕES PARA HABITAÇÃO POPULAR NO PARANÁ

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), líder do Governo na Assembléia, anunciou nesta segunda-feira (9) que o Fundo Estadual de Habitação vai garantir mais R$ 60 milhões para o financiamento habitacional para famílias de baixa renda ainda em 2008. Leia a íntegra da matéria do site wwwpoliticoemacao.com.br, clicando aqui     LEIA MAIS

por 19:03 Sem categoria

ROMANELLI ANUNCIA MAIS R$ 60 MILHÕES PARA HABITAÇÃO POPULAR NO PARANÁ

ROMANELLI ANUNCIA MAIS R$ 60 MILHÕES PARA HABITAÇÃO POPULAR NO PARANÁ

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), líder do Governo na Assembléia, anunciou nesta segunda-feira (9) que o Fundo Estadual de Habitação vai garantir mais R$ 60 milhões para o financiamento habitacional para famílias de baixa renda ainda em 2008.

Durante gravação do programa Conexão Federal, Romanelli disse que o governo estadual já reservou R$ 60 milhões do orçamento para o crédito imobiliário de famílias de baixa renda.
"O governo estadual já reservou R$ 60 milhões do orçamento. Teremos ainda os investimentos do PAC, e da Caixa Econômica Federal, que já anunciou a destinação de R$ 20 bilhões para o crédito imobiliário de famílias de baixa renda", disse Romanelli no programa Conexão Federal, exibido na TV Sinal, emissora do legislativo, canais 21 (aberto), 16 (NET) e 99 (TVA).

Além de Romanelli, o programa contou com a participação do gerente da Caixa em Curitiba, Ubiraci Rodrigues, que avaliou positivamente o bom momento do mercado imobiliário no Paraná e no Brasil. "A Caixa detém 40% dos financiamentos imobiliários, principalmente para quem possui uma renda de até cinco salários mínimos, que representam 96% da população brasileira", disse Rodrigues.

"O setor está em plena expansão com o mercado aquecido, esse bom momento está incentivando as pessoas a financiarem principalmente o 1º imóvel", completou.

A compra do primeiro imóvel também foi destacada por Romanelli durante o programa. "Atualmente a faixa etária de quem financia o primeiro imóvel está abaixo de 30 anos, quando historicamente a maioria era da faixa dos 35 aos 45 anos. Isso se deve as políticas de inclusão dos governos Lula e Requião, que criaram instrumentos que visam garantir recursos permanentes para o financiamento", disse Romanelli. Ele se referiu ao Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social e o Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social – este último criado através de uma iniciativa do deputado em 2007.

DIVULGAÇÃO

Rodrigues explicou durante o programa como funciona as linhas de crédito na Caixa e quem está apto para entra nos financiamentos. O gerente ressaltou que o aumento de salários levou o setor privado a ampliar suas linhas de crédito, mas que ainda não incluem as famílias de baixa renda.

"Os bancos vão investir R$ 14 bilhões este ano no crédito imobiliário, mas somente para quem possui uma renda média ou alta. Em contrapartida, a Caixa vai investir R$ 20 bilhões para quem possui uma renda de até cinco salários mínimos. As pessoas devem comparecer nas agências e avaliar a aquisição de um financiamento", disse Rodrigues, que entre outras vantagens, ressaltou que não é preciso ter um comprovante de renda para conseguir um financiamento. "Os autônomos, ou trabalhadores informais também podem ser incluídos nos financiamentos. O que falta é a divulgação para a população sobre essas condições", enfatizou.

GARANTIA

O deputado e gerente da Caixa ressaltaram ainda a importância da criação de um investimento permanente no Estado e nos municípios. "Hoje o setor da habitação tem que disputar dentro do orçamento com outros setores como a saúde, que fica com 12% e a educação, que no Paraná tem 30% do orçamento anual. Teríamos que ter no mínimo 2% do orçamento destinado para a habitação, que no nosso estado representa algo em torno de R$ 44 milhões. É uma luta de todos para mudarmos essa realidade", completou Romanelli.

REGULARIZAÇÃO

O papel da Cohapar – Companhia Paranaense de Habitação – no desenvolvimento das políticas públicas para a habitação também foi discutida no programa. "A Cohapar está com todas as suas contas em dia e até o final de 2009 estará com todas as obras concluídas. Os programas de auto-gestão e gestão comunitária se mostrou um sucesso", disse.

Segundo Romanelli, a Cohapar está regularizando as ocupações irregulares, "as conhecidas favelas, em Colombo, na Vila Zumbi dos Palmares que está praticamente pronta, uma favela que se tornou uma pequena cidade. Temos a regularização do bairro Guarituba, em Piraquara, que serviu de modelo para a urbanização de favelas no Rio de Janeiro, por exemplo, entre outras importantes obras que a Cohapar está conduzindo", disse.

"E muitas outras virão, só com a Caixa são mais de R$ 100 milhões que já estão contratados, enfim, um conjunto de ações que demonstra a boa condução da empresa pública", completou Romanelli.

Fonte: Assembléia Legislativa do Estado do Paraná

Fechar