por 17:36 Beto Richa

Richa entrega serviço aeromédico para atender mais 57 cidades do Paraná

Richa entrega serviço aeromédico para atender mais 57 cidades do Paraná

O governador Beto Richa estendeu o serviço aeromédico para mais 57 cidades das regiões de Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória e Telêmaco Borba. A sede da nova base foi entregue nesta segunda-feira (19) no aeroporto municipal de Ponta Grossa. O helicóptero do Governo do Estado vai atender um raio de 250 quilômetros.

“O uso de helicópteros e aeronaves a serviço da saúde é um dos principais programas do nosso governo e um sucesso absoluto”, disse Richa. Ele informou que as quatro bases existentes já realizaram 10 mil atendimentos. “Assim como os demais helicópteros que já atuam no Estado, este é dotado de equipamentos de UTI para dar suporte à vida, além de equipe médica”, explicou.

Richa ressaltou que a população passa a contar com uma aeronave preparada para o transporte de pacientes e de órgãos para transplante e para resgate de pessoas em situações de urgência e emergência. Além disso, a base que ficará em Ponta Grossa também será utilizada, também, por helicóptero do Batalhão da Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), para dar suporte a operações policiais.

O governador enfatizou que hoje todo o território paranaense já é coberto pelo atendimento aeromédico, com bases de Cascavel, Maringá, Londrina, Curitiba e, agora, Ponta Grossa. Além disso, a população também conta com um avião UTI, além de outras três aeronaves da Casa Militar, que são utilizadas para serviço médico, sempre que necessário.

“Milhares de vidas salvas, nenhum óbito registrado durante o transporte, devido à agilidade do atendimento, aos equipamentos de última geração e à equipe médica qualificada. São serviços que deixamos à disposição dos paranaenses, e com muita qualidade”, afirmou Richa.

O serviço aeromédico, ele lembrou, também contribuiu para que o Paraná desse um salto na questão de transplante de órgãos. “Saltamos do décimo colocado no ranking nacional de transplante de órgãos para a segunda colocação”.

Fechar