por 16:31 Sem categoria

Requião destaca exame que coloca o ensino superior do Paraná na vice-liderança do país

Requião destaca exame que coloca o ensino superior do Paraná na vice-liderança do país

O governador Roberto Requião destacou nesta quinta-feira (7) os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), divulgado pelo Ministério da Educação, e que colocou o Paraná em segundo lugar no ranking nacional. O exame avaliou 3.239 cursos de graduação de todo o país. O Paraná teve 7 dos 25 cursos de universidades brasileiras com a nota máxima. As universidades e faculdades particulares não conseguiram figurar entre as melhores.

“Nós somos o segundo lugar no país em qualidade do ensino universitário. Estamos à frente de estados como Rio Grande do Sul e São Paulo, ficando um pouco atrás de Minas Gerais. Mas, na próxima avaliação, certamente ficaremos na frente”, disse Requião.

O destaque paranaense ficou com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que teve três cursos – Agronomia, Farmácia e Odontologia – com a nota máxima. “Cerca de 50% dos nossos cursos universitários tiraram notas próximas da máxima. Mostramos que temos professores de qualidade”, afirmou ainda o governador.

Além da UEPG, a Universidade Estadual de Londrina (UEL) teve os cursos Enfermagem e Farmácia entre os 25 melhores do Brasil. A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) aparece no ranking com o curso de Farmácia. O Paraná foi representado também pela Universidade Federal, que teve o curso de Terapia Ocupacional na lista dos líderes.

“O desempenho das universidades estaduais foi maravilhoso. Temos também o primeiro lugar no ensino básico no país”, destacou Requião, ao lembrar os últimos dados divulgados pelo MEC referentes ao ensino básico.

O Paraná ampliou na Constituição Estadual, em 2006 para o exercício de 2007, o percentual de investimento mínimo em educação de 25% para 30% dos recursos do orçamento. “Agora, estamos dando mais 10% de aumento salarial aos professores e um plano de cargos para funcionários de escolas para que o ensino público do Paraná seja melhor ainda”.

Fechar