por 18:20 Sem categoria

Requião destaca apoios dos deputados no reajuste do salário dos servidores

Requião destaca apoios dos deputados no reajuste do salário dos servidores
 
O governador Roberto Requião (PMDB) agradeceu na tarde desta terça-feira (1º de maio) o apoio que recebeu dos deputados estaduais na aprovação do novo reajuste do piso regional e no encaminhamento das negociações do reajuste das diversas categorias que compõem o funcionalismo público estadual. “A idéia do salário mínimo regional veio das bases sindicais, mas foi fortemente apoiada por deputados das bases de apoio do governo”, disse Requião.

“É o governo do Estado e a Assembléia Legislativa suprindo a falta de organização sindical em algumas categorias e evitando definitivamente o massacre e a exploração do trabalho”, completou Requião ao citar os deputados presente no ato do dia do trabalhador: Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), Mohamed Ali Mamede (PMDB), Bete Pavin (PMDB), Teruo Kato (PMDB), Cleiton Kielse (PMDB), Luiz Strapasson (PMDB), Nelson Garcia (PSDB) – atual secretário do Trabalho – e Professor Luizão (PT).

Em relação ao reajuste proposto aos servidores, Requião disse que atendeu proposta encaminhada pela liderança do governo na Assembléia Legislativa. “O reajuste do piso regional e dos servidores, com a determinação da data-base para maio, se tornaram políticas consagradas por lei. Foi uma sugestão dos deputados Romanelli e Mamede. Eles vieram ao Palácio Iguaçu e me sugeriram esta política, que é a consolidação de uma proposta”, confirmou o governador.

O reajuste salarial, entre 3,14% e 30,29%, aos 207 mil servidores estaduais já está tramitando em regime de urgência na Assembléia Legislativa. “O projeto já define uma conquista importante aos servidores estaduais. A partir de 1º de maio, os servidores terão sempre esta data-base para revisão dos salários”, disse Romanelli, líder do Governo na Assembléia.

O deputado encaminhou ao Governo do Estado as reivindicações dos servidores estaduais, especialmente dos professores, que resultaram das negociações entre as categorias e os deputados na Assembléia Legislativa. “Estamos em contato permanente com as secretarias de Administração, Educação, entre outras, mediando agora questões pontuais de cada categoria do funcionalismo estadual”, disse.

Data-base – Requião adiantou que o Governo do Paraná reorganizou os salários de todos os quadros do funcionalismo. “O fundamental é que estabeleci uma data-base para o funcionalismo, que é 1º de maio, coisa que não havia no Paraná. Esta é a principal conquista dos servidores”.

O reajuste diferenciado por categoria dependerá da possibilidade financeira do Estado e aos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O projeto de lei garante reajuste pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). “É um critério estabelecido pelo governo e os aumentos serão feitos por decretos”, disse Requião.

Os professores serão os primeiros a ser atendidos na proposta de Requião. “Eles tiveram o salário corrigido lá atrás, e por isso terão aumento de 17%. E o fator de correção é o IPCA”.

“Isto vai dar uns R$ 30 milhões a mais por mês. O que na verdade, estamos aprovando é uma política de correção de salário, e é uma política definitiva para o Paraná. Elimina de forma completa a instabilidade e a indefinição a respeito dos futuros aumentos salariais”, disse Requião.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com