por 18:59 Sem categoria

Requião defende projeto nacional com mais produção e mais trabalho

Requião defende projeto nacional com mais produção e mais trabalho

O governador do Paraná, Roberto Requião, voltou a defender neste sábado (12), um projeto de reconstrução nacional para o Brasil. "Estamos propondo um novo projeto para o país, com mais produção e mais trabalho, sobrepondo ao capital vadio, à especulação financeira”, disse Requião na convenção do PMDB de Santa Catarina. O encontro reuniu mais de duas mil pessoas em Florianópolis.

“Este é o primeiro consenso que devemos concretizar. Depois, estabelecer as linhas básicas de um novo modelo em que a economia produza resultados efetivos e duradouros", prosseguiu.

"Devemos também – disse Requião – promover a desvinculação da política econômica do grande capital, especialmente, o capital financeiro internacional. Propomos construção de um projeto nacional, que tenha como foco a nossa gente e suas demandas”, completou.

SEM DIFERENÇA – O governador paranaense também foi enfático ao afirmar que "não existe diferença significativa entre a política econômica de FHC e a praticada pelo governo atual. Pois, nossa economia tem seus rumos ditados pelo Banco Central, que vive submisso aos especuladores. A diferença é que hoje o presidente Lula desenvolve uma política social que promove a inclusão na economia de milhões de brasileiros".

"No entanto – frisou – essas perspectivas estão ameaçadas, já que não podemos ser apenas um país produtor e exportador de commodities. E o atrelamento do Brasil ao capital financeiro vai acabar abalando , num futuro próximo, a nossa economia. E as populações pobres, agora incluídas, vão fatalmente retornar a sua condição de marginalidade sócio-econômica".

ENTUSIASMO – O encontro do PMDB em Florianópolis foi marcado pelo entusiasmo de cerca de dois mil participantes. O consenso nos pronunciamentos apontou para a sucessão presidencial com candidato próprio e um programa de governo que oriente um novo rumo para a economia brasileira.

O senador Pedro Simon (RS) declarou que "desta vez será impossível para a direção nacional do PMDB dizer não a proposta de uma candidatura própria do partido”.

CANDIDATO PRÓPRIO – “Nunca tivemos condições tão propícias como agora para lançar um candidato. Caso a direção nacional do partido não aceite nossa proposição vamos batalhar para ter candidato próprio. E tenho a certeza de que vamos vencer. Temos um projeto diferente, já que PT e PSDB equivalem-se no mesmo projeto para o país", disse.

O governador Luiz Henrique disse com muita firmeza que "o PMDB não pode abrir mão de ter candidato próprio. O governador Roberto Requião é hoje o mais indicado para assumir esta posição".

 REQUIÃO – Luiz Henrique lembrou também a antiga militância do governador paranaense e "sua profunda identidade com as bases e sua reconhecida capacidade administrativa" E finalizou: "com Roberto Requião na Presidência, o Brasil terá um grande impulso em seu desenvolvimento".

Já o presidente do PMDB catarinense, Eduardo Pinto Moreira, candidato favorito do partido à sucessão do governador Luiz Henrique, também considerou que desta vez o desafio de candidato próprio será vencido. "Roberto Requião representa mais do que ninguém o espírito do velho PMDB de Ulisses Guimarães", destacou.

O prefeito de Florianópolis, Dario Berger, afirmou que "o governador Roberto Requião pode contar com o apoio do PMDB catarinense, que unido ao PMDB do Paraná e do Rio Grande do Sul, vai dar um grande respaldo à candidatura do governador paranaense".

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com