0 Shares 418 Views

Região de Apucarana tem 28 pré-candidatos a deputado nas eleições deste ano

24 de abril de 2018
418 Views

Faltando menos de seis meses para as eleições de 7 de outubro e três meses para as convenções partidárias, a região de Apucarana já tem pelo menos 28 pré-candidatos a deputado, sendo 18 à Assembleia Legislativa e 10 à Câmara Federal. Os pretendentes são de Apucarana, Arapongas, Cruzmaltina, Faxinal, Jandaia do Sul e Lidianópolis.Só Apucarana, com 89,9 mil eleitores, tem hoje pelo menos 10 pré-candidatos a deputado estadual e 9 a federal. As informações são do Tribuna do Norte.

Arapongas tem 5 pré-concorrentes à Assembleia Legislativa e nenhum à Câmara Federal.Por enquanto são apenas manifestações individuais de pessoas desejando participar do pleito eleitoral. Quem vai definir oficialmente os candidatos no pleito de outubro serão os partidos políticos aos quais eles estão filiados.

A escolha será feita pelos partidos através das convenções em nível estadual que terão início no dia 20 de julho e vão até 5 de agosto. Muitos dos pré-candidatos nem sempre têm o aval dos partidos aos quais estão filiados e são barrados nas convenções. Outros acabam desistindo ao fazer as contas do custo de uma campanha eleitoral e depois de analisar as chances de eleição em relação aos demais concorrentes.

Em Apucarana, com a desistência do prefeito Beto Preto (PSD) de concorrer à Câmara Federal, abriu-se caminho para que outros nomes surgissem como pré-candidatos, tanto da sua base, como de outros grupos políticos.O prefeito Beto Preto frisa que, embora tenha desistido da disputa, seu grupo político terá candidatos à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa. A

princípio, Beto Preto assegura que os nomes que pretende apoiar na eleição são os de Val Marques (PSC) e Arilson Chioratto (PT) para deputados estaduais. São dois pré-candidatos que, segundo ele, têm chances de se eleger. Para federal o prefeito cogita apoiar o vice-prefeito Júnior da Femac (PDT), caso ele aceite ser candidato.“A continuidade deste grupo passa pela eleição de 2018 e eu espero que ele fique”, afirma Beto Preto.

Segundo ele, Apucarana tem bons candidatos e é obvio que precisa ter uma representação forte nas esferas federal e estadual. Mas ele lembra também que a cidade tem contado com a ajuda de bons amigos de fora.Outro nome bastante lembrado para deputado federal é o do presidente da Câmara de Vereadores, Mauro Bertoli (DEM). No entanto, ele não se coloca como pré-candidato. De acordo com o prefeito de Apucarana, se lá na frente o grupo optar e se unir em torno do seu nome, “aí é outra coisa”.

Já o vereador e ex-presidente da Câmara, José Airton Deco de Araújo (PR), diz que vai disputar a Câmara Federal.Pela oposição, os nomes mais comentados são os de Sérgio do Cristma (PV) para deputado estadual e William Caetano (PPS), para federal. O PTB, dirigido pelo ex-prefeito João Carlos de Oliveira, também vai lançar um candidato a estadual. O nome, no entanto, não foi revelado.

Chances
Para João Carlos, Apucarana tem todas as condições de eleger um deputado federal e estadual. “Mas o problema é o grande número de candidatos locais em disputa e a invasão dos que vêm de fora”, analisa.Para Mirynho Moisés, presidente do Podemos, Apucarana tinha grande chance de eleger um deputado federal com o prefeito Beto Preto na disputa. “Agora ficou tudo mais difícil, embora não impossível”, avalia.

Grupos se mobilizam em ArapongasEm Arapongas, com 86,6 mil eleitores, o grupo político do prefeito Sérgio Onofre da Silva (PSC) tem quatro pré-candidatos próprios a deputado estadual. São eles Angélica Ferreira (PSC), Guto Grassano (PSD), Oduvaldo Calixto (PR) e Rubão (PP). Onofre diz que deverá apoiar um deles do próprio município, mas ressalta que também tem compromisso com Tiago Amaral (PSB), que tem ajudado a cidade.Por um grupo independente, já se manifestou como pré-candidato a estadual o ex-vice-prefeito Pedro Paulo Bazana (PV), que tem o apoio das Apaes do Paraná. Waldyr Pugliesi (MDB), que já foi quatro vezes deputado estadual, uma vez deputado federal constituinte, três vezes prefeito e duas vezes vereador, diz que seu grupo o quer como candidato a deputado estadual. No entanto, ele não decidiu ainda se vai entrar mais uma vez na disputa. “Não sou pré-candidato, mas estou à disposição do partido”, diz.

NO VALE DO IVAÍ

No Vale do Ivaí, se declaram como pré-candidatos a deputado estadual o atual vice-prefeito de Jandaia do Sul, Cir Albieri (PV), os ex-prefeitos de Faxinal, Adilson Silva Lino (PDT), e de Cruzmaltina, Maurício Bueno de Camargo (PSDB). O jovem líder estudantil Tiago Machado (PV), de Lidianópolis, é pré-concorrente a federal. Até agora, não há nenhum pré-candidato em Ivaiporã, cidade com 24,4 mil eleitores.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.