Escrito por 09:20 Sem categoria

REAL FORTE: SOBE IMPORTAÇÃO, CAI EXPORTAÇÃO

Compartilhe

A imprensa nacional estampou nesta segunda-feira (1º de março) uma informação que até os leigos em economia sabe. A supervalorização do real no mercado internacional é o combustível para a alta nas importações e o extintor para a queda nas esportações.

O real valorizado e o crescimento da economia favoreceram o surgimento de novos importadores e reduziram o número de exportadores durante o governo Lula (PT). Entre 2002 e 2009, o total de empresas importadoras subiu de 25.542 para 34.033, o que significa 8.491 companhias a mais trazendo produtos de fora do País, conforme o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, informa o jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Luiz Aubert Neto, afirmou em São Paulo que o câmbio continua a ser determinante para explicar a queda de faturamento do setor. Aubert Neto disse que “o mês de janeiro deste ano representou a pior exportação dos últimos dez anos do nosso setor. Estamos perdendo mercado lá fora. Em função da crise econômica, tivemos uma queda natural", informou o Jornal Hora do Povo.

Clique AQUI e leia a íntegra das matérias separadas pelo blog

Close