por 10:53 Sem categoria

Pugliesi defende política agrícola de Requião no Norte e Noroeste

Pugliesi defende política agrícola de Requião no Norte e Noroeste

O líder do PMDB na Assembléia Legislativa, Waldyr Pugliesi, defendeu neste sábado (10) a ampliação da política de atenção aos pequenos produtores rurais neste terceiro mandato do governador Roberto Requião
 
“O Governo do Paraná precisa continuar investindo cada vez mais na diversificação agrícola e na agricultura familiar, como alternativa para manter o homem no campo e evitar o inchaço das grandes cidades”, destacou Pugliesi durante encontro dos agricultores do norte e noroeste realizado em Arapongas.

O encontro, promovido pelo Sindrural (Sindicato Rural Patronal de Arapongas) e o Nurespar (Núcleo Regional dos Sindicatos Rurais do Norte e Noroeste), reuniu produtores das regiões Norte e Noroeste na sede campestre do Sindicato. Pugliesi destacou os programas como o Fundo de Aval para financiamento da diversificação agrícola em pequenas propriedades, o Luz Fraterna, o Leite das Crianças, o Irrigação da Madrugada (tarifa reduzida da energia elétrica das 20h às 6h da manhã) e o Trator Solidário para aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, implantados por Requião a partir de 2003.

“São programas essenciais para o desenvolvimento da pequena propriedade e que terão investimentos ampliados neste terceiro governo do Requião”. Pugliesi destacou também o fortalecimento do setor agrícola do Brasil, com vistas ao interesse do governo norte-americano em investir em combustíveis alternativos para reduzir a emissão de poluentes na atmosfera.

A visita do presidente dos Estados Unidos George Bush ao Brasil, na opinião do Líder do PMDB, abre uma nova perspectiva para a agricultura do país. “Eles terão que usar produtos menos poluentes e nosso país tem as melhores condições de fornecer a matéria prima do biodiesel, produzido a partir do milho, amendoim, mamona, entre outros”, frisou.

Álcool – Outro item destacado por Pugliesi, em relação à visita de Bush ao Brasil, está ligado ao interesse norte-americano no álcool etanol produzido a partir da cana-de-açúcar. “Os produtores precisam ficar atentos e evitar o sistema de monocultura, que além de danoso para o solo, contribui para o êxodo rural levando milhares de agricultores para morar nos grandes núcleos urbanos do país”, alertou. O apoio à agricultura familiar contribui ainda para o retorno ao campo dos agricultores que hoje residem às cidades, acredita Pugliesi.

O deputado cumprimentou ainda o agricultor Attilio Nones, homenageado das entidades pelos 38 anos de ligação ao sindicato. O encontro, na sede campestre do Sindrural de Arapongas, contou com participação dos presidentes do Sindrural José Mendonça, do Nurespar Guerino Guandalini e da Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), Ágide Meneguette.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com