por 17:58 Sem categoria

PSC encaminha orientação partidária a correligionários

PSC encaminha orientação partidária a correligionários

A direção do PSC (Partido Social Cristão) enviou nesta quinta-feira (6) à Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu, orientação partidária sobre a conduta adequada dos representantes da legenda perante votações e acordos políticos. 

O ofício mostra contrariedade do partido acerca dos fatos divulgados recentemente na mídia, que apontam o suposto envolvimento do vereador Braiz de Moura (PSC) em negociações políticas em troca de cargos de confiança na Prefeitura de Foz. 

Segundo a presidente do partido, Adilamar Kunzler, o episódio tem causado certo desgaste à imagem da legenda perante a sociedade e desconforto em meio aos demais correligionários.

Dila esclarece no documento encaminhado à Câmara de Vereadores: “Precisei conceder entrevistas a jornais e blogs desmentindo a participação do partido e do deputado federal Ratinho Júnior em negociatas políticas com o prefeito municipal, Paulo Mac Donald Ghisi, para que o vereador fizesse parte da base de apoio ao Chefe do Executivo e que, em troca, Moura (Braiz) teria recebido cargos na prefeitura e o deputado seria beneficiado com uma licitação na prefeitura”.

O ofício relata ainda que apesar de não houver prova concreta de qualquer acordo feito pelo vereador Braiz de Moura contrário as regras e normas estabelecidas pelo partido, “existem diversos indícios de que ele está compondo a bancada de apoio na Câmara”.

“São matérias de jornal onde outros vereadores afirmam isso, notícias em blogs dando conta da mesma coisa, matérias essas que também citam que o vereador do nosso partido teria recebido cargos. O comentário na cidade é de que parentes dele foram por ele indicados para trabalhar na prefeitura em cargos de confiança nomeados pelo prefeito, boataria essa que está colocando mácula sobre a idoneidade do PSC e de seus afiliados”, diz o texto.

Conforme explicou Adilamar Kunzler, presidente do PSC em Foz, a divulgação da nota visa cessar quaisquer suspeitas infundadas em relação à postura do partido e do vereador Braiz de Moura, como uma forma de esclarecer fatos, mal entendidos e preservar a transparência das ações do partido.

De imediato, o documento sugere ainda ao vereador Braiz Moura, por meio de protocolo oficial, que vote contrário aos requerimentos 204, 208 e 209 e ao Projeto de Resolução nº07/2009. Caso contrário, a Direção do Partido deverá tomar algumas medidas legais seguindo as diretrizes estatutárias do PSC.

Assim, a direção do PSC pede a retirada da assinatura do vereador aos requerimentos  a serem apresentados na próxima sessão e sobre o fato de Braiz votar favorável ao Projeto de Resolução, que excluiria a mensagem de reflexão a partir da bíblia do Regimento Interno.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com