0 Shares 210 Views

PSB unifica discurso, retoma perfil de esquerda e mira eleição municipal

20 de maio de 2019
210 Views

 

Partido quer volta às origens, depois de ter caminhado em direção ao centro do espectro político

João Pedro Pitombo
SALVADOR

Com uma bancada de 32 deputados federais, a segunda maior da oposição, o PSB fechou questão contra o projeto de reforma da Previdência enviado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A decisão foi tomada com relativa tranquilidade, cenário muito diferente ao de dois anos atrás, quando a bancada rachou frente ao projeto de reforma trabalhista enviada pelo então presidente Michel Temer (MDB).

Depois de ter caminhado em direção ao centro do espectro político, o PSB retomou um perfil mais à esquerda, unificou o discurso e quer se apresentar como um player importante no campo de oposição ao governo Bolsonaro.

Ao mesmo tempo, prepara o caminho para as eleições municipais de 2020, quando deve lançar candidatos próprios nas maiores cidades do país, aliando políticos experientes a jovens apostas.

“O PSB vai se afirmar com sua história e legado de mais de 70 anos. Não há crise de identidade”, afirma o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira.

O reencontro com as origens acontece cinco anos depois de o partido ter aberto espaço a políticos mais conservadores, como Eduardo Campos, então governador de Pernambuco, que concorreu à Presidência em 2014.

A bancada eleita pelo PSB naquela eleição, marcada pela morte de Campos em um acidente de avião, tinha 34 deputados. Dentre eles, nomes como o líder evangélico Pastor Eurico (PE) e a ruralista Tereza Cristina (MS) —hoje é filiada ao DEM e ministra da Agricultura do governo Bolsonaro.

“Quando Eduardo morreu, o partido se viu diante dessa condição de resolver seus dilemas internos”, lembra o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), que hoje preside a Fundação João Mangabeira.

Com o racha em 2017, 13 deputados de perfil mais conservador deixaram o PSB.

No ano seguinte, o partido quis disputar a Presidência com o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, que acabou desistindo da empreitada.

Sem nome forte para o cargo, optou pela neutralidade em troca de acordos com o PT em Pernambuco e Minas.

link da informação
https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/05/psb-unifica-discurso-retoma-perfil-de-esquerda-e-mira-eleicao-municipal.shtml

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.