por 14:15 Sem categoria

Prossegue o BBB do Méc & Cia…

“O prefeito é uma pessoa vingativa, rancorosa, e está desclassificado para continuar sendo prefeito até o fim do ano”. Vereador Djalma Pastorello (PSDB) nesta sexta da Tribuna da Câmara Municipal.

Prossegue o BBB do Méc & Cia…

Na sessão desta sexta o vereador Djalma Pastorello usou da palavra livre para fazer mais denúncias sobre as arapongagens patrocinadas pelo Poder Executivo. Pastorello mostrou em um telão uma conversa do servidor municipal José Borges Filho com o prefeito Paulo Mac Donald que o convocou por telefone.

A conversa de "pé de ouvido" aconteceu na sala do ex-secretário João Adelino ("estranhamente" o Méc evitou o seu gabinete…) que caiu em desgraça depois que se descobriu que montou uma arapuca no local para espionar membros do legislativo, empresários e o escambau a quatro. Confiram o diálogo surrealista entre o prefeito é o servidor:

Prefeito: Senta aí.

Servidor: Obrigado, Prefeito.

Prefeito: E aí?

Servidor: Tudo bem com o Senhor?

Prefeito: Tudo.

Servidor: (inaudível) …um trabalho para ser feito …

Prefeito: … … O pessoal me mostrou um relatório… atende, não atende, leis… Sabe quem pode ter feito isso?

Servidor: Não. Eu tenho que ver o relatório. Eu não vi isso aí.

Prefeito: Não fez?

Servidor: Eu não fiz.

Prefeito: E quem você acha que fez isso?

Servidor: Não sei. Se o Senhor quiser acreditar em mim ..

Prefeito: Era um relatório assim… e ele demonstra .. tinha todos os… finalidade da lei…isso atende, não atende.

Servidor: Eu posso dizer com toda minha convicção eu posso…

Prefeito: Você jura por Deus?

Servidor: Sou temente a Deus, eu sou da Assembléia de Deus. O Senhor pode falar depois com o Sodré, quem sabe isso é o Sodré, eu juro diante de Deus que eu não entreguei relatório nenhum pra ninguém.

Prefeito: Você fez o relatório?

Servidor: Eu fiz o relatório e dei para a Secretaria. Eu dei um relatório para a Secretaria, não sei se é o mesmo.

Prefeito: Não pediram para você?

Servidor: Não, de jeito nenhum. Eu vou falar para o Senhor que durante esses… … 52 dias hoje afastado. Eu vou falar para o Senhor que durante esses 52 dias ninguém me procurou. Eu não sou um irresponsável. Eu posso ser qualquer coisa, mas responsável eu sou. Eu falo para o Senhor, olhando no seu olho, e te digo, eu não passei informação nenhuma para ninguém. A única informação que eu passei eu passei em público, na Câmara de Vereadores, fazendo a Audiência Pública, e eu perguntei para todo mundo na frente da Elenice: “Elenice, o Vereador está pedindo cópia disso aqui. Você autoriza passar?” Ela falou: “Eu autorizo.” Aí eu passei, naquele instante ali, na frente dela. E depois até vieram os alunos de pós-graduação pra conversar comigo: “Borges, o que você … … fala pra gente a respeito de gestão fiscal do Município.” “Eu só falo diante da a Secretária.” Pode falar com a filha do Daijó, essa menina que trabalha aqui, não sei o nome dela, pode falar com ela. Pergunta pra ela se eu falei isso ou não. Não posso fazer nada.

Prefeito: (inaudível)

Servidor : … … As pessoas têm inveja de mim. Eu sou um professor, sou mestre em (direito processual?) eu sempre estive aqui em Foz do Iguaçu, numa coisa assim… por causa da minha competência, não por indicação política. Eu sou amigo do Neuso Rafain, da Nanci, do Vilmar Andreola, da família Rafain. Eles sabem … mas isso não significa que eu sou político. Isso significa que eu sou político? Bom, mas aí você vai dizer que eu trabalhei no mandato do … … Trabalhei, eu sou servidor público! O cara chegou para mim e disse: “você vai prestar o concurso… eu prestei. Você tem competência para essas questões, eu prestei. Só isso, nada mais. Eu não tenho interesse, não sou contra a sua administração, nunca falei um ”a” da sua administração. Nunca! Pelo contrário! Eu sempre achei que tinha chegado a hora de acabar com certas coisas que têm, que tinha aqui nessa cidade. Sempre achei isso. Tá, e…

Prefeito: Eu vou te falar que eu tive umas conversas…contra vocês…

Servidor: Muita fofoca. Tem gente querendo me prejudicar.

Prefeito: Ah, eu sei. Mas a gente volta a conversar sobre isso, essa semana ainda. Muito obrigado.

Servidor: Eu dou a minha palavra e juro por Deus. E, olha, para um crente jurar por Deus… … … se eu sou crente ou não, podem falar que eu sou … Eu sou da igreja do … …

Prefeito: Eu sei, o Chico me disse.

Servidor: Eu dou a minha palavra de honra.

Prefeito: Voltamos a conversar.

Servidor: Dou a minha palavra.

Pipoco: Segundo a assessoria jurídica deste site o prefeito Paulo Mac Donald Ghisi cometeu assédio moral contra o funcionário público. Jamais poderia ter agido assim. O máximo que se permitiria seria o funcionário que é lotado na secretária da Fazenda ser argüido pela sua superiora, a secretária Elenice, e, de preferência, sem arapongagens. Isso denota invasão de privacidade.

Pipoco II: O inferno astral do Méc está só começando. Tem mais, muito mais arapongagens à vista…

Resumo das arapongagens: Essa gente está provando do próprio veneno. Montaram uma central de espionagem, ou estado policial nos moldes do famigerado SNI da ditadura, e agora que a casa caiu não sabem mais o que fazer. Tão igual barata tonta, prá lá e prá cá. Quem planta vento, colhe tempestade…

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com