por 01:49 Sem categoria

PROPOSTA DE CHAVES DEIXA PAZ NA MÃO DA COLÔMBIA

Do blog do Zé dirceu

Proposta de Chávez deixa paz nas mãos da Colômbia 
 
O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, surpreende de novo seus adversários e principalmente a mídia conservadora que faz oposição militante a seu projeto político. Depois de defender em Santo Domingo o acordo entre os presidentes Rafael Correa, do Equador, e Álvaro Uribe, da Colômbia – depois desta ter invadido  o território equatoriano e ali fuzilado membros das FARC -, e de ter se aproximado do presidente colombiano na reunião da União das Nações da América do Sul (UNASUL) em Brasília, Chávez agora propõe a libertação dos reféns pelas FARC sem pré-condições, e o início de negociações de paz.

Então, assim, a palavra final mais uma vez está com a Colômbia e com Álvaro Uribe. Vamos ver se existe mesmo disposição do colombiano de fazer um acordo de paz ou se tudo não passa de uma manobra para viabilizar seu terceiro mandato. E, de quebra,  encobrir ligações dele, de familiares, de seu Governo e de quase metade da sua base parlamentar (respondendo a processo na Justiça) com o escândalo chamado parapolítica – o envovimento com grupos paramilitares, o crime organizado e o narcotráfico.

O acordo precisa ser bem construído, e as garantias, então, extremamente bem acertadas, porque já houve entendimentos antes, integrantes de grupos armados entregaram as armas e foram todos fuzilados.

por 01:47 Sem categoria

PROPOSTA DE CHAVES DEIXA PAZ NA MÃO DA COLÔMBIA

Do blogo do Zé dirceu

O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, surpreende de novo seus adversários (…),  propõe a libertação dos reféns pelas FARC sem pré-condições, e o início de negociações de paz. Então, assim, a palavra final mais uma vez está com a Colômbia e com Álvaro Uribe. Vamos ver se existe mesmo disposição do colombiano de fazer um acordo de paz ou se tudo não passa de uma manobra para viabilizar seu terceiro mandato. E, de quebra,  encobrir ligações dele, de familiares, de seu Governo e de quase metade da sua base parlamentar (respondendo a processo na Justiça) com o escândalo chamado parapolítica – o envovimento com grupos paramilitares, o crime organizado e o narcotráfico. O acordo precisa ser bem construído, e as garantias, então, extremamente bem acertadas, porque já houve entendimentos antes, integrantes de grupos armados entregaram as armas e foram todos fuzilados.

Matéria completa em reportagens

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com