por 13:12 Sem categoria

Projeto registra vida de crianças em abrigos

Projeto registra vida de crianças em abrigos

De O Estado do Paraná

Cintia Végas

A maioria das crianças tem suas histórias de vida registradas em livros e álbuns de fotografias desde o momento em que são concebidas. Isto as ajuda a formar uma personalidade própria e planejar melhor o futuro. Por sua vez, meninos e meninas que vivem em abrigos geralmente desconhecem detalhes do próprio passado e mesmo se envergonham do que já viveram.

Com o objetivo de mudar esta realidade, o Instituto Fazendo História, que existe desde 2003, mantém um projeto denominado Fazendo Minha História, que começa a ser implantado nos cinco abrigos para crianças existentes em Foz do Iguaçu, na região oeste do Estado. A iniciativa já é colocada em prática em alguns abrigos em São Paulo.

"Estamos trabalhando na formação de funcionários de abrigos de Foz para que eles possam colocar o projeto em prática. O Fazendo Minha História busca incentivar as crianças a contarem suas histórias de vida e as registrarem em um livro, que irá lhes pertencer e acompanhar após a saída do abrigo", comenta a diretora do Instituto Fazendo História, Cláudia Vidigal.

Ao resgatar o passado das crianças e adolescentes, o instituto visa promover o orgulho de existir e a capacidade de lidar melhor com determinados assuntos, como amizade, perdas, carinho e confiança. Através do livro criado, elas passam a ser protagonistas da própria história e se apropriar da mesma, entendendo melhor tudo o que já lhes aconteceu. "A montagem do livro lhes devolve dignidade e mostra que elas não devem se envergonhar da própria história de vida. As ajuda a ter orgulho de si mesmas e a enxergar suas potencialidades, mesmo através de fatos tristes".

A Fundação Nosso Lar, que atualmente atende 57 crianças e adolescentes, é uma das instituições de Foz que vai implantar o projeto. A diretora de projetos da entidade, Ivania Ferronatto, acredita que a iniciativa irá beneficiar a todos. "As crianças vão se conhecer melhor e fortalecer a própria identidade. Além disso, Foz também será beneficiada, sendo que as histórias das crianças que vivem nos abrigos também fazem parte da história da cidade", diz.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com