por 18:32 Sem categoria

Projeto de Waldyr Pugliesi presta homenagem a pioneiro de Jaguapitã

Projeto de Waldyr Pugliesi presta homenagem a pioneiro de Jaguapitã

O contorno rodoviário da PR-937, no acesso sul da comunidade de Jaguapitã, será denominado de Contorno Pedro Marioto. A homenagem a um dos primeiros pioneiros da região Norte do Paraná é tema do projeto de lei 381/2008, do deputado Waldyr Pugliesi, presidente estadual e líder do PMDB na Assembléia Legislativa. A proposta está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e deverá ir a Plenário ainda no mês de setembro.

“A família de Pedro Marioto é uma das mais conceituadas e tem um papel fundamental no desenvolvimento da região Norte do Paraná. Esta homenagem há muito tempo se fazia necessária como forma de preservar a memória da colonização do nosso Estado”, destacou Pugliesi. O trecho a ser denominado de Contorno Pedro Marioto está localizado no entroncamento que une as rodovias PR-454 e PR-340.

O município de Jaguapitã foi criado pela Lei Estadual nº 2, de 10 de outubro de 1947 e instalado oficialmente em 7 de novembro do mesmo ano. A comunidade, atualmente com 11,1 mil habitantes segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), começou a ser formado em 1937 com a chegada de várias famílias, incluindo os pioneiros Antonio Pinto e Izaltino Rodrigues.

HISTÓRICO – Pedro Marioto foi filho de imigrantes italianos e nasceu em 27 de dezembro de 1913 na cidade de São Manoel, Estado de São Paulo. Em 1945 ele se mudou com a esposa Angelina Biazon Marioto e três filhos para o então distrito de São José dos Bandeirantes.

O pioneiro fixou residência na região da Água Florida, atualmente Conjunto Francisco Consalter, onde passou a exercer atividade rural, especialmente no cultivo de café. Pedro Marioto esteve presente nos principais acontecimentos na formação da comunidade de Jaguapitã. Em 7 de novembro de 1947 participou da emancipação política do município, que havia sido criado pela Lei Estadual nº 2, de 10 de outubro e passou a ter a atual denominação.

Integrante da primeira leva de colonizadores, Pedro Marioto sempre se destacou por ser uma pessoa de extrema responsabilidade social e política. Ele atuou de forma decisiva na busca de alternativas para o desenvolvimento de Jaguapitã. Na questão da infra-estrutura urbana, o pioneiro tem como destaque sua colaboração na construção de prédios históricos para a comunidade, como o Seminário e a Igreja Matriz. Pedro Marioto faleceu em 2 de dezembro de 1997, aos 84 anos, deixando 13 filhos.

Fechar